A Pesquisa e as Práticas de Formação de Professores de Matemática em face das Políticas Públicas no Brasil

  • Dario Fiorentini Universidade Estadual de Campinas

Resumo

Este artigo pretende pôr em evidência algumas políticas públicas brasileiras no campo da educação e analisar os desdobramentos e impactos das mesmas sobre cursos, programas e processos de formação de professores que ensinam matemática. O foco da análise incide principalmente sobre os cursos de licenciatura e pedagogia, os cursos emergenciais de formação em serviço, os processos de seleção de professores para o ensino público e alguns programas de formação continuada de professores. Para desenvolver a análise são tomados como referência alguns estudos brasileiros que tematizam as políticas públicas educacionais no Brasil engendradas sob um regime de política econômica neo-liberal e algumas pesquisas desenvolvidas pelo Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Formação de Professores de Matemática (GEPFPM) da FE/Unicamp. O artigo conclui sobre a necessidade da SBEM mobilizar a comunidade de educadores matemáticos, tentando estabelecer parcerias com outras entidades científicas e instituições congêneres, de modo a participar e intervir com responsabilidade e compromisso na concepção e gestão das políticas educacionais do Brasil. Palavras-chave: Formação de Professores de Matemática. Políticas Públicas. Políticas Educacionais. Licenciatura em Matemática. Formação em Serviço de Professores.

Biografia do Autor

Dario Fiorentini, Universidade Estadual de Campinas
Possui graduação em Matematica pela Universidade de Passo Fundo (1977), mestrado em Matematica Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (1980) e doutorado em Educação (Metodologia de Ensino) pela Universidade Estadual de Campinas (1994). Atualmente é professor doutor da Universidade Estadual de Campinas onde exerce atividades de pesquisa e de docência na graduação e na Pós-Graduação em Educação (mestrado/doutorado). Temas e linhas de pesquisa e de atuação docente: educação matemática, formação e desenvolvimento profissional de professores, saberes docentes e prática didático-pedagógica em matemática. Orientou, nesses temas e linhas, 11 dissertações de mestrado e 10 teses de doutorado. Publicou 8 livros, em parceira com colegas, 19 capítulos de livro e mais de 60 artigos em periódicos nacionais e internacionais e em Anais de congressos científicos.
Publicado
2008-09-27
Seção
ARTIGOS