Estudos de Caso em Educação Matemática

  • João Pedro M. da Ponte

Resumo

Os estudos de caso têm conhecido uma assinalável popularidade na investigação em Educação Matemática. Têm grandes potencialidades mas também os seus problemas. Este artigo discute o que caracteriza esta abordagem e como é que ela se distingue de outras formas de conduzir a investigação; qual é a natureza do conhecimento assim produzido, principalmente quando inserido numa perspectiva interpretativa; e quais os critérios de qualidade a usar para apreciar o seu valor. Um estudo de caso é caracterizado como incidindo numa entidade bem definida como um programa, uma instituição, um sistema educativo, uma pessoa ou uma unidade social. Visa conhecer em profundidade o seu “como” e os seus “porquês”, fazendo justiça à sua unidade e identidade próprias. Assume-se como uma investigação particularística, procurando descobrir o que nela há de mais essencial e característico. Um estudo de caso pode com vantagem apoiar-se numa orientação teórica bem definida; além disso, pode seguir uma perspectiva interpretativa, que procura compreender como é o mundo do ponto de vista dos participantes ou uma perspectiva pragmática, tendo em vista proporcionar uma perspectiva global, tanto quanto possível completa e coerente do objecto de estudo. O artigo defende que as qualidades específicas essenciais de um estudo de caso incluem uma definição clara do objecto de estudo, a evidência dos aspectos característicos fundamentais do caso e o facto de este acrescentar conhecimento ao conhecimento já existente. Palavras-chave: Estudo de Caso. Metodologia de Investigação. Investigação Interpretativa.
Publicado
2008-10-20
Seção
SEÇÃO ESPECIAL