O Movimento da Matemática Moderna e Diferentes Propostas Curriculares para o Ensino de Geometria no Brasil e em Portugal

  • José Manoel Matos Universidade Nova de Lisboa, Lisboa-Portugal
  • Maria Célia Leme da Silva UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Movimento da Matemática Moderna. Ensino de geometria. Brasil. Portugal.

Resumo

O artigo tem o intuito de refletir sobre como as reformulações da matemática escolar durante o Movimento da Matemática Moderna (MMM) afetam, interferem e modificam as propostas curriculares para o ensino de geometria no Brasil e em Portugal. O currículo de geometria é identificado como um problema (DETIENNE, 2000) que atravessa os dois países, fonte privilegiada para estudos comparativos. Analisamos livros didáticos destinados aos primeiros ciclos do ensino secundário e identificamos quatro casos nos dois países. Dois autores que mantém suas propostas para o ensino da geometria, António Palma Fernandes e Osvaldo Sangiorgi; e os livros de António de Almeida Costa e Alfredo Osório dos Anjos, por um lado, e os do Curso experimental da Bahia, que integram as novas idéias alterando profundamente o currículo geométrico. Em suma, concluímos que a elaboração de currículos apresentados nos livros didáticos não segue de forma linear as recomendações internacionais, mesmo quando elas não são uniformes, como no caso do currículo de geometria durante a Matemática Moderna. As produções deste novo momento curricular hibridizam as influências externas produzindo novas entidades culturais que não são cópias de recomendações curriculares internacionais. Antes procedem de forma diversificada, com maior ou menor sucesso, adaptando-se às contingências de cada sistema educativo. Palavras-chave: Movimento da Matemática Moderna. Ensino de geometria. Brasil. Portugal. The Modern Mathematics Movement and Distinct Curricular Proposals for Teaching Geometry in Brazil and in Portugal Abstract This article reflects about how changes in school mathematics during the Modern Mathematics Movement influence and modify curricular proposals for teaching geometry in Brazil and Portugal. Geometry curriculum is identified as a problem (DETIENNE, 2000) traversing the two countries, and consequently a privileged source for comparative studies. Four textbooks for the lower levels of secondary school were analysed. Two authors keep their proposals for geometry teaching - António Palma Fernandes and Osvaldo Sangiorgi - and two other textbooks - one from António de Almeida Costa e Alfredo Osório dos Anjos and another produced by a group of teachers in Bahiaintegrate the new ideas deeply changing the geometry course. We conclude that curriculum development through textbooks does not linearly follow international recommendations, even when these are not uniform, as is the case of geometry during the Modern Mathematics Movement. Productions of this new curricular moment hybridize external influences producing new cultural entities that are not mere copies of the international curricular suggestions. Instead, they diversify with variable degrees of success, adapting to the contingencies of each educational system. Keywords: Modern Mathematics Movement. Teaching geometry. Brazil. Portugal.

Biografia do Autor

José Manoel Matos, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa-Portugal
Doutor em Mathematics Education, The University of Geórgia, EUA. FCT/UNL – Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Endereço para correspondência: Rua Costa Goodolfim 2 – 1D. Lisboa, Portugal. 1000-104. E-mail: jmm@fct.unl.pt
Maria Célia Leme da Silva, UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo
Doutora em Educação (Currículo) pela PUC/SP. GHEMAT/UNIFESP–Universidade Federal de São Paulo, Brasil. Endereço para correspondência: Rua Arthur Ridel, 275. Diadema – São Paulo, Brasil. CEP: 099720-270. E-mail: celia.leme@unifesp.br
Publicado
2011-05-22
Seção
ARTIGOS