FORMAÇÃO INICIAL DOCENTE NO CONTEXTO DO PIBID E O TRABALHO COM PORTFÓLIOS

Palavras-chave: Formação inicial docente, PIBID, Portfólio

Resumo

A formação docente pode e precisa perpassar, para além da academia, a reflexão sobre a própria formação universitária, a fim de entender e articular o que se refere como mister ao novo perfil dos educadores para a educação básica. Para tanto, a pesquisa tem como objetivo geral analisar o uso do portfólio como estratégia formativa de bolsistas do PIBID do curso de Pedagogia da Unespar/Câmpus de União da Vitória. A metodologia adotada é de cunho bibliográfico e de campo. O referencial teórico abordou o uso do portfólio enquanto recurso de aprendizagem docente. A pesquisa de campo contou com um questionário contemplado por questões abertas e fechadas, que foi respondido por dez acadêmicos do curso de Pedagogia da Unespar/Câmpus de União da Vitória, bolsistas do subprojeto denominado “Projeto Mão Amiga”- Capes/PIBID. Foram selecionados como sujeitos apenas acadêmicos bolsistas atuantes há mais de um ano nesse subprojeto. Os respondentes da pesquisa afirmaram que o portfólio é um importante recurso nas mãos dos professores, uma metodologia que propicia planejar, executar e avaliar o processo de ensino e, ainda, olhar de forma crítica e reflexiva para os sujeitos que nele estão envolvidos, de forma a observar dificuldades e/ou potencialidades.

Biografia do Autor

Mariane de Freitas, Universidade Federal da Fronteira Sul – Câmpus Chapecó

Acadêmica do 4° ano do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Paraná - Unespar/Campus de União da Vitória/PR. Bolsista voluntária do Programa de Iniciação Científica (PIC) da Unespar/Campus de União da Vitória/PR. E membro do grupo de Estudo e Pesquisa em Educação: Teoria e Prática (GEPE), Linha de Pesquisa Núcleo de Estudos em Formação Inicial e Permanente de Professores (NEFIPP), vinculado ao CNPQ. E-mail: mariane_kfreitas@hotmail.com.

Kelen dos Santos Junges, Universidade Estadual do Paraná – Câmpus de União da Vitória

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR. Professora do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Paraná – Unespar/Campus de União da Vitória/PR. Membro do grupo de Estudo e Pesquisa em Educação: Teoria e Prática (GEPE), Linha de Pesquisa - Núcleo de Estudos em Formação Inicial e Permanente de Professores e membro do grupo de pesquisa Paradigmas Educacionais na Formação de Professores (PEFOP) da PUCPR, ambos vinculados ao CNPQ.

Referências

ALVES, J. F. Avaliação educacional: da teoria à prática. Rio de Janeiro: LTC, 2013.

ANDRADE, M. M. de. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

ARAÚJO, I. A. de. O portfólio eletrônico na formação de professores: caleidoscópio de múltiplas vivências, práticas e possibilidades da avaliação formativa. In: VILLAS BOAS, B. M. de F. (Org.). Avaliação formativa: práticas inovadoras. Campinas: Papirus, 2011. p. 167-192.

BEHRENS, M. A. Paradigma da complexidade: metodologia de projetos, contratos didáticos e portfólios. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 2 de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 28 set. 2018.

FORMOSINHO, J.; MACHADO, J. Professores na escola de massas: novos papeis, nova profissionalidade. In: FORMOSINHO, J. (Coord.). Formação de professores: aprendizagem profissional e acção docente. Porto: Porto Editora, 2009. p. 143-164.

JUNGES, K. dos S. Desenvolvimento profissional de professores universitários: caminhos de uma formação pedagógica inovadora. 2013. 221 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2013a.

JUNGES, K. dos S. Formação pedagógica de docentes universitários: a reflexão como caminho de mudança da prática. Luminária, União da Vitória, Universidade Estadual do Paraná, v. 1, n. 15, 1° semestre de 2013b.

JUNGES, K. dos S.; FREITAS, M. de. A metodologia de portfólios na formação docente inicial: mapeando aprendizagens e tecendo considerações. In: JUNGES, K. dos S.; SILVA, E. P. da; SCHENA, V. A. (Orgs.). Formação docente: tendências, saberes e práticas. Curitiba: CRV, 2017. p. 167-182.

MARCELO GARCÍA, C. A formação de Professores: centro de atenção e pedra-de-toque. In: NÓVOA, António (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote Editora, 1992. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/2724094/mod_resource/content/1/A%20forma%C3%A7%C3%A3o%20de%20professores%20novas%20perspectivas%20baseadas%20na%20investiga%C3%A7%C3%A3o%20sobre%20o%20pensamento%20do%20professor.pdf. Acesso em: 9 nov. 2017.

MINAYO, M. C. de S. Trabalho de campo: contexto de observação, interação e descoberta. In: MINAYO, M. C. de S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 30. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. p. 61-77.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995. p. 13-33.

NÓVOA, A. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 1, p, 11-20, jan./jun. 1999. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97021999000100002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v25n1/v25n1a02.pdf. Acesso em: 24 out. 2017.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

UNESPAR. Regimento do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência na Universidade Estadual do Paraná. 2014.

VILLAS BOAS, B. M. de F. O portfólio no curso de Pedagogia: ampliando o diálogo entre professor e aluno. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 90, p. 291-306, jan./abr. 2005. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302005000100013. Disponível em: www.scielo.br/pdf/es/v26n90/a13v2690.pdf. Acesso em: 16 mar. 2015.

VILLAS BOAS, B. M. de F. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012.

Publicado
2019-08-27