CRIANÇAS, NATUREZA E FOTOGRAFIA: UMA EXPERIÊNCIA NO CERRADO

Palavras-chave: Crianças, Natureza, Fotografia

Resumo

Este trabalho objetivou analisar a relação de crianças com a natureza, a partir de imagens obtidas por instrumentos tecnológicos, e as narrativas por eles construídas. A intenção principal é revelar possíveis olhares e relações dessas crianças com a experiência que foram convidadas a vivenciar. A metodologia, centrada na concepção de criança como sujeito de direitos, valoriza a autoria e a lógica infantil e, inicialmente, combinou três momentos de relação das crianças com a fotografia: a tomada de imagens em uma trilha de cerrado, a análise dessas imagens e sua categorização. Posteriormente, inseriu-se também a análise dos desenhos produzidos pelas crianças, para identificar sua visão sobre a visita ao cerrado. Constatou-se a diversidade de olhares infantis sobre a natureza e sua relação com ela. As imagens retratam bem o cerrado e seus elementos, em diferentes ângulos, distâncias, enquadramentos, focos, propósitos e sentidos; as crianças se colocaram nas fotos e desenhos e compartilharam, como num jogo de negociação e poder, a autoria de algumas fotografias.

Biografia do Autor

Gabriella Pizzolante da Silva, Universidade Federal de São Carlos

Unidade de Atendimento à Criança Área: Educação Infantil

Carolina Rodrigues de Souza, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Educação Rod. Washington Luis, km 235 - São Carlos - SP - BR - CEP:13565-905

Sandra Fagionato Ruffino, Prefeitura Municipal de São Carlos

Doutora em Educação Rua Otto Werner Rosel, 40- São Carlos-SP- CEP: 13563-673

Referências

BOTTI, G. Crianças na produção de imagens. In: COMKIDS. Novidades. Cultura da Infância. 2014. Disponível em: http://comkids.com.br/criancas-na-producao-de-imagens/. Acesso em: 18 jun. 2017.

CERISARA, A. B. O Referencial Curricular Nacional Para a Educação Infantil no contexto das reformas. Educ. Soc., Campinas, v. 23, n. 80, set. 2002.

FAGIONATO-RUFFINO, S.; SOUZA, C. R. de; SOUZA, A. P. G. de. “Não pise na grama!”. O lugar da criança e da natureza no currículo escolar. In: SANTOS, R. M. dos (Org.). Educação ambiental na escola. Tupã: ANAP, 2015. p. 15-26.

FARIA, A. L. G. de; PALHARES, M. S. (Org.). Educação Infantil pós-LDB: rumos e desafios. São Carlos: EdUFSCar, 1999. 112 p.

GOBBI, M. Múltiplas linguagens de meninos e meninas no cotidiano da Educação Infantil. Brasília: MEC, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=6678-multiplaslinguagens&category_slug=setembro-2010-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 02 jun. 2015.

LEITE, C. D. P.; LEITE, A. R. I. P. Imagens como epígrafe: imagens lúdicas de experiência infantil. RevistAleph, Niterói, ano XI, n. 22, dez. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2015.2.17764. Disponível em: http://revistaleph.uff.br/index.php/REVISTALEPH/article/viewFile/86/79. Acesso em: 16 abr. 2018.

LUTTRELL, W. T. A camera is a big responsibility: a lens for analysing children’s visual voices. Visual Studies, v. 25, n. 3, p. 224-237, 2010. Disponível em: http://www.wendyluttrell.org/files/2012/09/Luttrell-A-Camera-Is-A-Big-Responsibility.pdf. Acesso em: 02 jun. 2015.

SOUZA, C. R. de. A ciência na Educação Infantil – uma análise a partir dos projetos e reflexões desenvolvidos por educadores infantis. 2008. 152 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2008.

TIRIBA, L. Crianças, natureza e educação infantil. 2005. 249 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Teologia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

Publicado
2019-08-27