Michel de Certeau e o Admirabile Commercium de Sentidos na Educação

  • Fabio Botelho Josgrilberg Universidade Metodista de São Paulo
Palavras-chave: Michel de Certeau, educação, cultura, cotidiano

Resumo

O presente texto tem por objetivo refletir sobre a relação de Michel de Certeau com a educação. Ainda que o tema apareça marginalmente em relação a outros campos de interesse do autor, tais como a história, religião e cultura, suas provocações não deixam de ser inspiradoras para educadores e educadoras atuantes nos diversos níveis e das diferentes áreas do saber. A força motriz do pensamento de Certeau está no movimento em direção ao outro, fruto de uma exigência ética e epistemológica, que se abre à possibilidade da revelação de algo novo a cada encontro. O movimento nasce a partir da recusa de sentidos literais ou de hierarquias existentes, sem se deixar cair em um relativismo irresponsável que negue a sua própria memória. Com Certeau, aprende-se a ver as escolas ou a universidades como lugares onde caminhos se cruzam, de bricolagem e operações que fogem ao controle das referências estabelecidas.
Publicado
2008-07-22
Seção
Dossiê