MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO DA ÁREA DE INFLUÊNCIA DO ESCUDO SUL-RIO-GRANDENSE NO MUNICÍPIO DE PELOTAS

  • Moisés Ortemar Rehbein Programa de PósGraduação em Geografia/ Departamento de Geografia/ Instituto de Ciências Humanas/ Universidade Federal de Pelotas
  • Danilo da Silva Dutra Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS/ Programa de Pós-Graduação em Geografia - POSGea

Resumo

Este trabalho objetiva o mapeamento geomorfológico da área de influência do Escudo Sul-Rio-Grandense no município de Pelotas, a partir de revisão bibliográfica, trabalhos de campo e cartografias de padrões morfológicos e morfocronogenéticos do relevo. Mapearam-se colinas, morrotes e morros de diferentes litologias do Batólito de Pelotas; Colinas e cabeceiras de drenagem com hollows de constituição elúvio-coluvionar e planícies de depósitos elúvio-coluvionares e aluviais. Os processos de formação do relevo resultam da ação plúvio-fluvial orientada por controles estruturais e condicionada por mudanças climáticas Cenozóicas, com redefinições de níveis de base da rede de drenagem e intensificação de processos morfogenéticos. Na área se observaram evidências de processos erosivos laminares, solapamentos de taludes, assoreamentos e depósitos de inundações fluviais, resultantes de alterações hidrogeomorfológicas por ação antrópica. Os dados do trabalho trazem importantes contribuições para o mapeamento geomorfológico do município de Pelotas/RS, enquanto instrumento para educação ambiental.

Biografia do Autor

Moisés Ortemar Rehbein, Programa de PósGraduação em Geografia/ Departamento de Geografia/ Instituto de Ciências Humanas/ Universidade Federal de Pelotas
Professor do Departamento de Geografia do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), onde se dedica ao ensino de Hidrogeografia, Sensoriamento Remoto e Geomorfologia. Faz parte do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPel. É colaborador nos Laboratórios de Estudos Aplicados em Geografia Física/ LEAGEF e de Geotecnologias, trabalhando com temas de pesquisas em cartografia geomorfológica, geomorfologia urbana e morfodinâmicas do relevo. No CNPq, está vinculado ao Grupo de Pesquisa Geomorfologia e Meio Ambiente.
Danilo da Silva Dutra, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS/ Programa de Pós-Graduação em Geografia - POSGea
Graduado em Geografia, licenciatura Plena pela Universidade Federal de Pelotas- UFPEL (2013). Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEO) da Universidade Federal de Pelotas- UFPEL (2016). Doutorando em Geografia pela UFRGS. Tem experiência na área de Geografia, atuando nos seguintes temas: Questão Ambiental, Geomorfologia e Mapeamento Geomorfológico.
Publicado
2020-05-06
Seção
Artigos