INTERPRETAÇÕES SOBRE FATORES DE EXCLUSÃO DE PEQUENOS AGRICULTORES NO SETOR CITRÍCOLA

  • Julio Cesar Bellingieri Doutorando em Geografia (IGCE/UNESP, Campus de Rio Claro)
  • Ana Claudia Giannini Borges Professora Assistente Doutor do Departamento de Economia Rural da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) – UNESP (Campus de Jaboticabal).
  • José Gilberto de Souza Professor Adjunto do Departamento de Geografia do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE) – UNESP (Campus de Rio Claro).

Resumo

Este artigo é uma pesquisa bibliográfica que tem por objetivo sintetizar e comparar as duas grandes visões identificadas na literatura sobre citricultura, a respeito das causas da exclusão dos pequenos produtores da atividade, a partir da década de 1990. A primeira visão explica a saída dos produtores como conseqüência das novas estratégias da indústria processadora de suco, a partir do final dos anos 1980, que investiu em pomares próprios, aumentou seu poder de barganha e impôs preços baixos aos produtores, estrangulando-os e expulsando-os da atividade. Já a segunda visão justifica a saída como conseqüência de transformações naturais do mercado, como as variações na demanda mundial por suco de laranja e o aumento dos custos de produção para os pequenos produtores, gerando necessidades de ganhos de escala que somente os maiores conseguiriam obter.
Publicado
2012-12-18
Seção
Artigos