CARACTERIZAÇÃO DO AQUÍFERO RIO CLARO NO MUNÍCIPIO DE PAULÍNIA/SP

  • Elias Hideo TERAMOTO Laboratório de Estudo de Bacias, Universidade Estadual Paulista – UNESP, Rio Claro (SP), Brasil.
  • Chang Hung KIANG Departamento de Geologia Aplicada, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista – UNESP, Rio Claro (SP), Brasil.
  • Maria Rita CAETANO CHANG Departamento de Geologia Aplicada, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista – UNESP, Rio Claro (SP), Brasil.
Palavras-chave: Aquífero Rio Claro, recarga, caracterização hidráulica, depósitos cenozóicos, potencialidade hídrica

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados preliminares de um trabalho destinado à caracterização do aquífero Rio Claro no município de Paulínia/SP. Contemplou parte desta pesquisa, a composição faciológica do aquífero, sua composição mineralógica, estimativas de recargas e as características hidráulicas do aquífero. Os resultados apontam para um aquífero composto por sedimentos depositadas em um ambiente fluvial meandrante, com predomínio de litofácies de planície de inundação aos quais estão associados antigos feições de preenchimento de canal. A mineralogia deste aquífero é composta predominantemente por quartzo, caulinita, muscovita retrabalhada e goetita, gerada por processos pretéritos de laterização. Os valores de condutividade variam três ordens de grandeza, abrangendo um intervalo entre 10-7 até 10-4 m/s. As evidências apontam para um elevado potencial de exploração de água para fins de abastecimento industrial ou doméstico, desde que geridas de maneira adequada.
Publicado
2019-08-20