CALIBRAÇÃO E VALIDAÇÃO DO ÍNDICE DE ESTABILIDADE DE ENCOSTAS COM INVENTÁRIO DE ESCORREGAMENTOS

  • Eymar Silva Sampaio Lopes Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Campus de Rio Claro
  • Paulina Setti Riedel Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Campus de Rio Claro
  • Paulina Setti Riedel Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Campus de Rio Claro
  • Cristina Maria Bentz Centro de Pesquisas da PETROBRAS
  • Cristina Maria Bentz Centro de Pesquisas da PETROBRAS
  • Mateus Vidotti Ferreira Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Campus de Rio Claro
  • Mateus Vidotti Ferreira Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Campus de Rio Claro
Palavras-chave: Índice de estabilidade, movimentos de massa, Serra do Mar.

Resumo

A ocorrência de escorregamentos translacionais no litoral paulista é parte integrante da evolução natural das encostas, que se intensifica sob condições de clima tropical em uma morfologia de serras com desníveis em torno de 700m. Sob precipitações intensas, mesmo sem a interferência direta do homem, os movimentos de massa ocorrem de forma isolada ou generalizada, como a centena de escorregamentos registrados no evento de janeiro de 1985, em que os índices pluviométricos atingiram 210 mm em 24 h. Utilizando um inventário de cicatrizes de escorregamentos obtido de um aerolevantamento de agosto de 1985, definiu-se como objetivo calibrar e validar um mapa de índice de estabilidade utilizando o modelo de análise de estabilidade de encostas por talude infinito, disponível no programa SINMAP, na Serra de Cubatão, na escala 1:10.000. O modelo foi aplicado considerando os parâmetros do solo constantes para toda área e também variáveis em função das unidades litológicas. Os resultados mostraram que mais de 79% das cicatrizes ficaram dentro dos limites inferior de estabilidade e superior de instabilidade para o caso de parâmetros constantes e mais de 95% das cicatrizes para o caso de parâmetros variáveis dentro dos mesmos limites. Palavras-chave: Índice de estabilidade, movimentos de massa, Serra do Mar.
Publicado
2008-09-24
Seção
Artigos