PROPOSTA DE CLASSIFICAÇÃO DE BROWNFIELDS/ 41/5000 BROWNFIELDS CLASSIFICATION PROPOSAL

  • Juliana dos Santos Lino Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN/CNEN, Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0003-0036-5766
  • Afonso Rodrigues de Aquino Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN/CNEN, Universidade de São Paulo.
Palavras-chave: Brownfields. Áreas Contaminadas. Classificação. Refuncionalização. Gestão Ambiental. Planejamento Urbano.

Resumo

Brownfields são uma realidade nas metrópoles. Áreas que foram contaminadas por atividades industriais, depósito irregular de resíduos ou de substâncias tóxicas, apresentam dificuldade em acompanhar as mudanças de uso e ocupação do solo, comuns nas dinâmicas da sociedade. Os processos de desindustrialização nas metrópoles resultam na identificação de um número crescente de brownfields. Considerando que as formas de gerenciamento e refuncionalização são temas contemporâneos, que impactam diversas áreas, como meio ambiente, desenvolvimento urbano e saúde pública, foi proposta uma metodologia de classificação dos brownfields, analisando suas especificidades, pois as áreas apresentam variações entre si. Foram selecionados atributos, que descrevam a qualidade ambiental da área e, por meio destes, as áreas foram classificadas em seis grupos distintos. A classificação dos brownfields pode auxiliar a melhor compreensão acerca destas áreas, com suas particularidades bem descritas e pode ser uma importante ferramenta na tomada de decisão sobre empreendimentos e o planejamento urbano.

Biografia do Autor

Juliana dos Santos Lino, Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN/CNEN, Universidade de São Paulo.
Tecnóloga em Gestão Ambiental, Mestranda em Ciências na área de Tecnologia Nuclear, no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – IPEN/CNEN-SP, Universidade de São Paulo. Estudo em refuncionalização de áreas contaminadas e brownfields.
Afonso Rodrigues de Aquino, Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN/CNEN, Universidade de São Paulo.
Bacharel em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Tecnologia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares da Universidade de São Paulo e Doutor em Ciências Químicas (Química Analítica) pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo. Pós-doutorado em Química dos Complexos de Urânio pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo. É pesquisador e docente do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – IPEN/CNEN-SP, Universidade de São Paulo. Atua principalmente nas seguintes áreas: gestão ambiental, comunicação, educação, energia nuclear, química inorgânica e divulgação científica.
Publicado
2018-04-03