A Fração nas Perspectivas do Professor e do Aluno dos Dois Primeiros Ciclos do Ensino Fundamental

  • Sandra Magina PUC-SP
  • Tânia Campos Universidade Bandeirantes de São Paulo

Resumo

O presente estudo visa discutir o ensino e a aprendizagem do conceito de fração nas séries iniciais do Ensino Fundamental a partir de uma pesquisa diagnóstica aplicada paralelamente a 70 professores polivalentes e a 131 alunos que cursavam 3ª e 4ª séries do Ensino Fundamental.. A análise dos resultados oferece indícios de que os professores têm, em geral, um prognóstico do desempenho dos alunos longe do real, havendo uma tendência de superestimar o nível de acertos, principalmente no que tange aos alunos da 4ª série. Uma possível causa para essa discrepância pode estar relacionada ao fato da maioria dos professores não ter claro os diferentes significados que as frações assumem, o que os leva a apresentar estratégias de ensino que nem sempre auxiliam seus alunos a superar falsas concepções sobre esse conceito. Tais estratégias resumem-se à indicação do uso de material concreto à utilização do desenho para facilitar comparações perceptuais, em detrimento do ensino de ordem e equivalência, invariantes operatórios necessários para a compreensão do referido conceito. Os alunos, por sua vez, apresentaram desempenhos insuficientes em muitos dos problemas apresentados, principalmente naqueles cujos significados se relacionavam as significados “número” e “operador multiplicativo”. Palavras Chave: Conceito de Fração. Ensino Fundamental. Professor Polivalente. Prognóstico. Estratégias de Ensino.
Publicado
2008-12-28
Seção
ARTIGOS