“Atividades Investigativas Autênticas” para o Ensino de Razão e Proporção na Formação de Professores de Matemática para os Níveis Elementar e Médio

  • David Ben-Chaim Oranim-University of Haif
  • Bat-Sheva Ilany Beit-Berl College
  • Yaffa Keret Israeli Science Teaching

Resumo

Neste artigo são apresentados elementos relacionados à criação, implementação e avaliação do impacto das chamadas “atividades investigativas autênticas” que focam tanto o conteúdo quanto o conhecimento pedagógico e as atitudes na formação inicial de professores de Matemática para os níveis de ensino elementar e médio. Um modelo especial de aprendizagem foi desenvolvido, implementado e testado como parte de atividades desenvolvidas em instituições israelenses voltadas à formação de professores. O modelo foi desenvolvido segundo estudos-piloto, investigando as alterações nos conhecimentos matemático e pedagógico de professores de Matemática – em formação e em atuação – ocorridas com a aplicação das “atividades investigativas autênticas”. As conclusões do estudo apontam que a aplicação do modelo – por meio do qual os professores ganham experiência e são expostos a atividades de raciocínio proporcional “autêntico”, incorporando teoria (pela leitura e análise de relevantes textos de pesquisa) e prática – produz uma alteração significativa quanto à abordagem ao conteúdo matemático e quanto ao conhecimento pedagógico. Além disso, alterações significativamente positivas ocorreram nas atitudes e crenças desses professores em relação ao ensino e à aprendizagem de Matemática, em geral e, em particular, em relação aos conceitos de razão e proporção. Palavras-chave: Atividades Investigativas Autênticas, Razão e Proporção, Raciocínio Proporcional, Formação de Professores de Matemática.
Publicado
2008-12-28
Seção
ARTIGOS