<b>Interdisciplinaridade no PROEJA: uma proposta possível no caderno temático Saúde e Números</b>

  • Paula Reis Miranda Instituto Federal do Sudeste
  • Eliane Scheid Gazire

Resumo

A implantação do PROEJA na rede federal de Educação Profissional e Tecnológica fomentou a necessidade de investigar as possibilidades da construção de atividades experimentais e interdisciplinares para o curso de Agente Comunitário de Saúde, a fim de proporcionar ao estudante uma formação integral. Esse recorte faz parte da dissertação do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática da PUC- Minas, na qual foi produzido o caderno temático Saúde e Números. Uma das atividades do material foi aplicada com caráter exploratório-investigativo, descrita e analisada com o propósito de analisar a sua potencialidade e instrumentalizar o professor quanto às possibilidades investigativas, manipulativas e interdisciplinares de trabalho com a Matemática e a Química junto a jovens e adultos. Verificou-se que a potencialidade do material produzido, a receptividade dos jovens e adultos e as possibilidades de atividades experimentais na transposição de barreiras entre a teoria e prática. Palavras-chave: PROEJA. Mestrado Profissional. Material Didático. Interdisciplinaridade. Educação de Adultos

Biografia do Autor

Paula Reis Miranda, Instituto Federal do Sudeste
Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Professora do Instituto Federal do Sudeste de Minas (IF SUDESTE MG), Campus Rio Pomba, Rio Pomba, MG, Brasil.
Publicado
2014-01-30
Seção
ARTIGOS