REFLEXÕES E ANÁLISE SOBRE O PROCESSO DE PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO NA CONTEMPORANEIDADE

  • Diego Salomão Candido de Oliveira Salvador Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Resumo

Tendo em vista o fato de a urbanização do Rio Grande do Norte, especificamente do eixo rodoviário Natal-Caicó, estar sendo alicerçada na expansão da pobreza e na precarização do trabalho, refletimos sobre o processo de precarização do trabalho na contemporaneidade, analisando a existência desse processo no território potiguar e no eixo Natal-Caicó. A análise que realizamos evidencia que vem ocorrendo geração de empregos, mas falta qualidade a esses empregos, tendo-se em vista que eles nem sempre garantem direitos sociais aos trabalhadores empregados, remuneram mal a maioria deles, são efêmeros quanto ao tempo em que os trabalhadores permanecem empregados e determinam dedicação quase exclusiva no decorrer da semana. Além disso, a quantidade de empregos gerados não atende à demanda total por trabalho da população economicamente ativa. Destarte, há muitos trabalhadores desempregados, sendo que alguns nunca estiveram empregados, já ingressando no mercado de trabalho por meio de ocupações da economia não hegemônica. Palavras-chave: Precarização do Trabalho. Rio Grande do Norte. Eixo rodoviário Natal-Caicó.

Biografia do Autor

Diego Salomão Candido de Oliveira Salvador, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Doutor em Geografia pela UNICAMP Professor do Mestrado Acadêmico em Geografia da UFRN Professor do Mestrado Profissional em Ensino de Geografia da UFRN Professor do Departamento de Geografia da UFRN
Publicado
2018-12-14
Seção
Artigos