CARACTERIZAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO BENEFICIÁRIA DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA EM PIRACICABA – SÃO PAULO.

  • JOSÉ DIEGO GOBBO ALVES Universidade Estadual de Campinas

Resumo

A pobreza possui um caráter multidimensional, não estando restrito a dimensão econômica da insuficiência de renda. Com base nisso, este artigo traz uma reflexão sobre as famílias que fazem parte do Programa, suas características individuais e, principalmente, as condições de moradia dessa população, com foco em um estudo de caso em Piracicaba – São Paulo. Partiu-se da concepção de multidimensionalidade da pobreza para entender as dimensões sociais e espaciais dessa população, utilizando uma metodologia de levantamento de dados secundários e discussão teórica sobre o banco de dados do Cadastro Único, do Programa Bolsa Famílias e seus beneficiários. Os resultados apontaram fragilidades nas condições de vida dessa população, com moradias precárias, baixo nível de escolaridade e trabalho, o que reforça a concepção que a transferência de renda deve vir acompanhada de outras políticas públicas para a população em estado de pobreza e extrema pobreza no Brasil.

Biografia do Autor

JOSÉ DIEGO GOBBO ALVES, Universidade Estadual de Campinas

Graduado em Geografia (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/ Rio Claro), onde foi bolsista FAPESP e PROEX. Atualmente é aluno do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (Mestrado). Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, cidades dispersas, especulação imobiliária, mobilidade urbana e sustentabilidade.

Publicado
2021-05-25
Seção
Artigos