A POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E A FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO: DA DISCUSSÃO CONCEITUAL À ANÁLISE DA POLÍTICA EXTERNA DA DÉCADA DE 1930 E O ACORDO COMERCIAL DE 1935

  • CAIO CURSINI Universidade de São Paulo

Resumo

Ao longo desse artigo é apresentado o debate sobre geografia, política externa, relações internacionais e território, de modo a procurar compreender a relação entre a formação territorial do Estado brasileiro na tecitura da política externa do país. Para isso, extraímos a compreensão sobre a geografia contida nas obras de alguns internacionalistas clássicos, para em seguida aproximarmos o debate geográfico do campo da política externa, buscando questionar a concepção das relações internacionais que têm considerado o território não somente como homogêneo, mas também como estático. A análise do acordo comercial de 1935 entre o Brasil e os Estados Unidos é o marco factual que utilizamos para nos acercar da política externa na década de 1930, analisada aqui a partir da documentação diplomática, o que nos sugerirá não somente a construção dialética entre o território nacional e a política externa, mas também a indispensabilidade da geografia como uma área do conhecimento necessária para a compreensão da política externa brasileira.

Publicado
2021-11-22
Seção
Artigos