ANÁLISE GEOESPACIAL DA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA NO ESTADO DE SÃO PAULO: UMA CONTRIBUIÇÃO À GEOGRAFIA DA SAÚDE

  • DANILO CARNEIRO VALENTE
  • MARCOS CÉSAR FERREIRA Instituto de Geociências/Universidade Estadual de Campinas

Resumo

A Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é uma doença infecto-parasitária causada pela infecção por protozoários do gênero Leishmania. A maioria dos casos ocorrem em áreas próximas à fragmentos de matas e em bairros rurais. Os objetivos deste artigo são: mapear as áreas de alto risco de LTA e analisar a associação espacial entre taxa de incidência de LTA e determinantes geográficos da doença no estado de São Paulo, como percentual de população rural, percentual de cobertura vegetal nativa e renda per capita do município. Para isso, utilizamos a técnica de suavização bayesiana empírica de taxas brutas e aplicação da técnica de autocorrelação espacial bivariada local. Os resultados mostraram que o principal aglomerado de alto risco de LTA localiza-se no vale do Ribeira. As taxas mais altas de incidência estão associadas espacialmente a municípios com alto percentual de população rural, alto percentual de cobertura vegetal primitiva e baixa renda per capita.

Publicado
2021-11-22
Seção
Artigos