DE LARGO A JARDIM: PRAÇAS PÚBLICAS NO BRASIL – ALGUMAS APROXIMAÇÕES

  • Marcos Antônio Silvestre Gomes Universidade Federal de Alagoas

Resumo

A forma como as cidades se desenvolvem e se organizam gera inquietações que se desdobram com dimensões diferentes em cada um dos ramos da ciência. No âmbito da Geografia, e mais ainda, no campo do urbano, o presente trabalho privilegia o estudo dos espaços livres, em especial, das praças públicas. Parte-se de uma abordagem histórico-geográfica do que a praça representa no espaço urbano brasileiro, desde o período colonial até a contemporaneidade, marcada pela expressividade do privado sobre o público, do individual sobre o coletivo e, do concreto sobre o “verde”. Nessa perspectiva, as praças são vistas como espaços livres potenciais para compor o sistema de áreas verdes urbanas e, consequentemente, como área de lazer importante, principalmente para os grupos de menor poder aquisitivo da sociedade urbana brasileira. Palavras-Chave: praça, largo, jardim, Brasil
Publicado
2008-02-27
Seção
Artigos