ANÁLISE DO PROCESSO DE OCUPAÇÃO DO SOLO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DO PÂNTANO (SP, BRASIL)

  • Maria Eugênia Bruck Moraes UESC / UFSCar
  • Reinaldo Lorandi UFSCar

Resumo

A compreensão dos processos de uso e ocupação do solo é fundamental para a preservação da diversidade biológica das comunidades naturais, já que o padrão de ocupação e uso das terras, gerados pelos ciclos econômicos e políticas públicas, é responsável pela distribuição espacial e temporal dos elementos da paisagem. Assim sendo, este estudo apresenta uma breve análise do processo de ocupação do solo na Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Pântano (SP) em dois períodos distintos: 1972 e 2006. Os resultados obtidos demonstram que num período de trinta e quatro anos houve uma redução de 50% nas áreas de vegetação arbórea nativa e uma expansão de mais de 300% nas áreas de cana-de-açúcar, contribuindo com a degradação dos recursos naturais da bacia, a fragmentação da vegetação e a extinção de espécies.

Biografia do Autor

Maria Eugênia Bruck Moraes, UESC / UFSCar
Professora Titular do Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais da UESC e Pós-doutoranda do Laboratório de Geociências da UFSCar.
Reinaldo Lorandi, UFSCar
Professor Doutor do Departamento de Engenharia Civil da UFSCar e Coordenador do Laboratório de Geociências da UFSCar.
Publicado
2012-09-03
Seção
Artigos