GEOLOGIA E GEOQUÍMICA DAS ROCHAS GRANÍTICAS DA SUÍTE INTRUSIVA SERRA DA PROVIDÊNCIA NA REGIÃO DE JUÍNA, NOROESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO

  • Antonio Misson GODOY Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Geociências e Ciências Exatas de Rio Claro, Departamento de Petrologia e Metalogenia
  • Jeferson Cassu MANZANO Mineração Rio Tinto, Brasília – DF
  • Jesué Antonio da SILVA Companhia Matogrossense de Mineração – METAMAT. Avenida Gonçalo Antunes de Barros, 2970. Cuiabá, MT.
  • Otávio Augusto Ruiz Paccola VIEIRA Pós-Graduação em Geociências e Meio Ambiente - IGCE- UNESP- Universidade Estadual Paulista.
  • Larissa Marques Barbosa de ARAÚJO Universidade Federal de Uberlândia-Instituto de Geografia. Rodovia MG-746, km 1. Monte Carmelo – MG.
Palavras-chave: Mato Grosso, Serra da Providência, geoquímica, granitos

Resumo

As rochas graníticas associadas à Suíte Intrusiva Serra da Providência, ocorrem nas proximidades da cidade de Juína, no extremo noroeste do Estado de Mato Grosso e estão inseridas no sudoeste do Cráton Amazônico, na Província Rondônia-Juruena no Domínio Roosevelt-Aripuanã. São rochas intrusivas em litotipos da sequência metavulcanossedimentar do Grupo Roosevelt, e agregam pequenos corpos ígneos, além de um batólito principal de forma alongada na direção geral E-W, com feições texturais marcantes rapakivi, aqui denominado de Batólito Granítico Juína. Dominam as variedades sieno- a monzogranitos porfiríticas de coloração rósea a cinza claro, apresentando fenocristais de feldspato potássio rapakivi de até 5 cm, inseridos em matriz de granulação grossa escura e rica em biotita e raras hornblenda, o que possibilita a identificação de variedades leuco- a melagranitos. São identificadas rochas róseas e cinza, inequigranulares de granulação média a grossa e equigranulares grossa, além de feições aplíticas e pegmatóides. Observa-se uma forte deformação, impondo diversas variedades litológicas, texturas miloníticas bandadas e porfiroclásticas. São granitoides ferrosos, Tipo A, metaluminoso a peraluminoso, da série cálcio-alcalino de alto potássio a shoshonítica, pós- colisional a anorogênico e formados em ambiente tectônico de arco magmático a intraplaca
Publicado
2019-08-20