AVALIAÇÃO DA DINÂMICA DOS PROCESSOS EROSIVOS LINEARES E SUA RELAÇÃO COM A EVOLUÇÃO DO USO DA TERRA

  • Leandro de Godoi PINTON Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, UNESP
  • Cenira Maria Lupinacci CUNHA Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, IGCE, UNESP
Palavras-chave: processos erosivos lineares, evolução do uso da terra, características lito-pedológicas.

Resumo

O desenvolvimento dos processos erosivos lineares está relacionado diretamente com as características naturais do ambiente ou com modificações ocorridas nestas pela ação antrópica. Neste contexto, o presente artigo teve como objetivo geral avaliar a dinâmica dos processos erosivos lineares e as suas relações com a evolução do uso da terra e com as características lito-pedológicas da bacia do Córrego do Cavalheiro – Analândia, SP. A fim de atender tal objetivo, foram elaboradas cartas de feições erosivas e de uso da terra de diversos cenários, além de representações cartográficas dos dados geológicos e pedológicos da área de estudo. Os dados obtidos foram analisados a partir dos princípios que concernem à Teoria Geral dos Sistemas. Tal análise evidenciou o intrínseco vínculo no desenvolvimento dos processos erosivos lineares com as mais diversas formas de uso da terra e com os atributos naturais da área de estudo. Deste modo, considera-se que o procedimento metodológico adotado nesta pesquisa constitui-se em ferramenta fundamental para compreender a dinâmica dos processos erosivos lineares, possibilitando a obtenção de dados de extrema relevância para o planejamento do uso e ocupação da terra. Palavras Chave: processos erosivos lineares; evolução do uso da terra; características lito-pedológicas.

Biografia do Autor

Leandro de Godoi PINTON, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, UNESP
Formado no curso de graduação de Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual Paulista UNESP/Campus de Rio Claro-SP. Atualmente é aluno de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Geografia - Organização do Espaço - do Instituto de Geociências e Ciências Exatas - UNESP - Campus de Rio Claro/SP, atuando na área de Geografia Física, com ênfase em Geomorfologia. Ademais, possui experiência na área da Geografia Escolar, atuando como professor de Geografia do Ensino Fundamental II e Curso Pré-Vestibular (POLIEDRO) do Colégio Puríssimo Coração de Maria - Rio Claro/SP.
Cenira Maria Lupinacci CUNHA, Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, IGCE, UNESP
Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1993), mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1997) e doutorado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001). Atualmente é professora assistente - doutora da Universidade Estadual Paulista - Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geomorfologia, atuando principalmente nos seguintes temas: cartografia geomorfológica e análise geoambiental
Seção
Artigos