Relationship between levels of competitive anxiety and age of volleyball athletes and analyze of these levels pre and post-competition

  • Juliana de Souza Ferreira Departamento de Pesquisa e Extensão em Atividade Física e Saúde – Faculdade de Dracena, SP
  • Luiz Paulo Rodrigues Leite Departamento de Pesquisa e Extensão em Atividade Física e Saúde – Faculdade de Dracena, SP
  • Carla Manuela Crispim Nascimento Departamento de Pesquisa e Extensão em Atividade Física e Saúde – Faculdade de Dracena, SP

Abstract

The aim of present study was to analyze the levels of competitive anxiety pre and post competitive on volleyball female players and, verify the association between these levels with the age of these athletes. During a competition, 12 female athletes of volleyball with mean of age of 21,5 ± 2,9 (15-24) years answered the Sport Competition Anxiety Test (SCAT) after and immediately before the start of the game. The data were analyzed by non parametric statistics. To verify significant differences on pre and post competition moments were realized a Wilcoxon test. To analyze the association between age and levels of anxiety it was realized the Spearman´s correlation and a stepwise multiple regression. The results showed that on post competition moment there was a significant decrease (p=0,01) of competitive anxiety and there is significant correlation (p=0,001; r=0,76) with higher ages and lower levels of competitive anxiety. It suggests that the factor age can predict the levels of anxiety. The multiple regression revealed that the age can be a significant factor on analyze of competitive anxiety of female volleyball players (p=0,003; R2=0,82). These results suggest that: a) Levels of competitive anxiety presented a significant decrease after the end of the game when compared with the begging of the same game; b) Younger athletes presented higher levels of competitive anxiety.

Author Biographies

Juliana de Souza Ferreira, Departamento de Pesquisa e Extensão em Atividade Física e Saúde – Faculdade de Dracena, SP
Possui graduação em licenciatura plena em Educação Física pelas Faculdades de Dracena (2009); Obteve menção honrosa por melhor trabalho científico no Congresso de Iniciação Científica CIC FAI.
Luiz Paulo Rodrigues Leite, Departamento de Pesquisa e Extensão em Atividade Física e Saúde – Faculdade de Dracena, SP
Possui graduação em licenciatura plena em Educação Física pelas Faculdades de Dracena (2009); Obteve menção honrosa por melhor trabalho científico no Congresso de Iniciação Científica CIC FAI.
Carla Manuela Crispim Nascimento, Departamento de Pesquisa e Extensão em Atividade Física e Saúde – Faculdade de Dracena, SP
Possui graduação como Bacharel pela Universidade Estadual Paulista "Júlio Mesquita Filho", campus de Rio Claro (2006), obteve o título de mestre pelo programa de pós-graduação em Ciências da Motricidade, na área de Biodinâmica da Motricidade tendi sido bolsista do programa de Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Atualmente é doutoranda do Programa de pós-graduação em Ciências da Motricidade da Unesp, campus de Rio Claro. É membro do grupo de pesquisa "Atividade Física no Desenolvimento Motor e Envelhecimento" do CNPq. Atuou em projetos de extensão ligados ao Núcleo UNESP-UNATI, Atividade Física para a Terceira Idade (PROFIT), Atividade Física para para pacientes com doença de Alzheimer (PRO-CDA) e doença de Parkinson (PROPARKI). Desenvolve pesquisa junto ao Laboratório de Atividade Física e Envelhecimento (LAFE) e Laboratório de Estudos da Postura e Locomoção (LEPLO) com projetos na linha de Atividade Física e Saúde, particularmente sobre a relação atividade física x doenças neurodegenerativas x capacidade funcional x envelhecimento x funções cognitivas. É ). Coordena o Curso de superior de Educação Física e Ministra disciplinas na Fundação Dracenese de Educação e Cultura (professora contratada mediante concurso público). Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0302977134633907
Published
2017-11-08
Section
Original Articles