<b>Narrativas na Formação do Professor de Matemática: o caso da professora Atíria</b>

  • Edna Maura Zuffi
  • Claúdia Flora Degrava
  • Miriam Cardoso Utsumi Instituto de Ciências Matemáticas e Computação - Universidade de São Paulo
  • Esther Pacheco de Almeida Prado

Resumo

Resumo Neste artigo exploraremos as potencialidades das narrativas na Educação Matemática como um modo de relatar, representar e refletir uma experiência. Particularmente, procuraremos desvelar como a construção de narrativas escritas, por uma professora em formação continuada, constituiu-se em um importante processo de desenvolvimento profissional da mesma, durante a proposição e implementação de uma metodologia investigativa de ensino de Matemática, em uma sala de aula considerada desafiadora na escola pública. Os resultados evidenciam que, com as trocas entre os pares pesquisadores, a professora inseriu novas reflexões (na ação e sobre a ação) em sua experiência pedagógica, registrando-as para ações futuras com o uso das investigações matemáticas, despertando-lhe possibilidades de outras aprendizagens, através da perspectiva de novas propostas de sequências didáticas significativas para os alunos e que sejam factíveis para as salas de aula reais e complexas que encontramos na escola pública de hoje. Consideramos que o uso de narrativas proporcionou-lhe uma formação continuada que levou em conta as questões culturais escolares mais amplas, seus saberes docentes e experiências anteriores, superando as concepções de formação clássica. Palavras-chave: Narrativas. Formação do Professor. Investigações Matemáticas.

Biografia do Autor

Miriam Cardoso Utsumi, Instituto de Ciências Matemáticas e Computação - Universidade de São Paulo
Professor Doutor II, Departamento de Matemática, Educação Matemática.
Publicado
2014-08-31
Seção
ARTIGOS