PLUVIOMETRIA ESPAÇO-TEMPORAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO UNA

Spatial-temporal pluviometry of the Una Basin

  • Lucas Ravellys Pyrrho de ALCÂNTARA Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Energia Nuclear, Avenida Professor Luiz Freire, 1000 - Cidade Universitária, 50.740-545 – Recife, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Jonathan Luan Alves BISERRA Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico do Agreste, Avenida Campina Grande, s/n - Km 59 - Nova Caruaru, 55014-900 – Caruaru, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Larissa Fernandes COSTA Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Energia Nuclear, Avenida Professor Luiz Freire, 1000 - Cidade Universitária, 50.740-545 – Recife, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Adriana Thays Araújo ALVES Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico do Agreste, Avenida Campina Grande, s/n - Km 59 - Nova Caruaru, 55014-900 – Caruaru, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Abraão Alves VILA NOVA Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Energia Nuclear, Avenida Professor Luiz Freire, 1000 - Cidade Universitária, 50.740-545 – Recife, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Severino Martins dos SANTOS NETO Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Energia Nuclear, Avenida Professor Luiz Freire, 1000 - Cidade Universitária, 50.740-545 – Recife, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Artur Paiva COUTINHO Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico do Agreste, Avenida Campina Grande, s/n - Km 59 - Nova Caruaru, 55014-900 – Caruaru, Pernambuco, https://www.ufpe.br
  • Antonio Celso Dantas ANTONINO Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Energia Nuclear, Avenida Professor Luiz Freire, 1000 - Cidade Universitária, 50.740-545 – Recife, Pernambuco, https://www.ufpe.br

Resumo

A Bacia Hidrográfica do Rio Una detém de um regime pluviométrico diversificado. Graças a sua extensão ela está inserida em duas mesorregiões Pernambucanas (Zona da Mata e Agreste) que apresentam padrões climáticos distintos. Nesse contexto, essa pesquisa visa analisar o comportamento pluviométrico espaço-temporal na Bacia Hidrográfica do Rio Una, por meio de uma análise de homogeneidade pelo algoritmo K-Mean, preenchimento de falhas com o vetor regional e espacialização dos dados médios mensais e anuais com o algoritmo do IDW. De acordo com o regime pluviométrico mensal o algoritmo Cluster K-Mean determinou coerentemente quatro clusters na Bacia hidrográfica do Rio Una. Quanto ao preenchimento de falhas pluviométricas, o método do vetor regional demonstrou bons resultados no preenchimento de falhas mensais. Com a curva de dupla massa, foi possível perceber consistência dos dados pluviométricos anuais. Na espacialização foi constatada uma grande variabilidade nas precipitações totais anuais e nos meses considerados úmidos, dos quais detêm a magnitude pluviométrica decrescente na direção Leste-Oeste (inversamente a altitude).

Biografia do Autor

Jonathan Luan Alves BISERRA, Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico do Agreste, Avenida Campina Grande, s/n - Km 59 - Nova Caruaru, 55014-900 – Caruaru, Pernambuco, https://www.ufpe.br

 

 

Publicado
2020-09-29