SAFIRA NA SERRA DA MANTIQUEIRA, SUL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: ESTUDOS DE PROVENIÊNCIA COM USO DE ANÁLISE MINERALÓGICA E QUÍMICA MINERAL

Sapphire at Mantiqueira Range, Southern of Rio de Janeiro state: provenance studies using mineralogical and mineral chemistry analyses

  • Ana Carolina de FARIA DUARTE Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Marcelo dos Santos SALOMÃO Universidade Estadual do Rio de Janeiro
  • Luiz Carlos BERTOLINO Centro de Tecnologia Mineral

Resumo

O Brasil é detentor de reservas significativas de pedras preciosas, com destaque para aquelas oriundas das Províncias Pegmatíticas Oriental e da Borborema, como turmalina paraíba, esmeralda e topázio imperial. As explorações de coríndon (rubi e safira) ainda são reduzidas no país e estão localizadas principalmente nos estados de Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina e Minas Gerais. Campanhas prospectivas realizadas em drenagens na porção sul do estado do Rio de Janeiro coletaram 25 grãos de coríndon, com dimensões menores que 2 mm e entre 2 e 5 mm. Análises de química mineral por microfluorescência de raios X permitiram o estudo de proveniência, com base nas razões Cr2O3/Ga2O3, indicando formação por processo metamórfico. As análises de MEV/EDS identificaram inclusões sólidas de biotita, apatita e ilmenita. A presença das associações minerais espinélio, cianita e cordierita nos metassedimentos neoproterozóicos reforçam a associação genética do coríndon com rochas metamorfizadas em fácies anfibolito superior a granulito.

Biografia do Autor

Ana Carolina de FARIA DUARTE, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Geóloga pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente bolsista de mestrado (CAPES) pelo Programa de Pós-graduação em Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desenvolvendo estudo de distribuição geoquímica no depósito laterítico de Nb-Ti do Morro dos Seis Lagos, AM, com o qual está sendo possível adquirir conhecimentos acerca de análise de dados geoquímicos multivariados, análise de QA/QC, mineralogia quantitativa (Rietveld). Pós-graduanda em Direito da Mineração pelo Centro de Estudos em Direito e Negócios. Experiência com caracterização mineral, adquirida em estágio no Centro de Tecnologia Mineral, durante trabalho com argilominerais no Projeto Argilas Brasileiras e durante monografia de graduação, com tratamento e uso de técnicas analíticas para estudo do mineral coríndon. Experiência em geoprocessamento com uso do software Arc Map, durante período de estágio como funcionária do Departamento de Gestão Territorial e da Divisão de Cartografia da CPRM. Estágio voluntário no CEPEDES/UERJ, adquirindo certa experiência em bancos de dados. Entre 2014 e 2015 Bolsista de iniciação científica CNPq no TEKTOS/UERJ. Menção Honrosa no Projeto Redação 2011 da Folha Dirigida.

Marcelo dos Santos SALOMÃO, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Rua São Francisco Xavier, 524 - Maracanã, Rio de Janeiro – RJ.

Luiz Carlos BERTOLINO, Centro de Tecnologia Mineral

Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

R. São Francisco Xavier, 524 - Maracanã, Rio de Janeiro – RJ.

 

Centro de Tecnologia Mineral, CETEM/MCTI.

Avenida Pedro Calmon, 900. Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ.

Publicado
2020-12-19