LITOGEOQUIMICA E QUÍMICA MINERAL DAS ROCHAS DO MACIÇO CORREAS

Litogeochemistry and mineral chemistry from Correas Massif rocks

  • Suelen Portughesi da MATA Universidade Estadual Paulista
  • Antonio Misson GODOY Universidade Estadual Paulista
  • Otávio Augusto Ruiz Paccola VIEIRA Universidade Estadual Paulista
  • George Luiz LUVIZOTTO Universidade Estadual Paulista

Resumo

O Maciço Correas está localizado na região sul do estado de São Paulo, relacionado à evolução da granitogênese neoproterozoica na parte norte do Terreno Apiaí e encontra-se intrusivo nas rochas encaixantes da sequência metavulcanossedimentar da Formação Água Clara, do Supergrupo Açungui e em rochas do Complexo Granítico Três Córregos. Constitui um stock granítico alongado de 5 km2 na direção ENE-WSW e apresenta mineralizações associadas de cassiterita e a volframita. É caracterizado pelas fácies biotita monzogranito porfirítico, biotita-muscovita sienogranito porfirítico, muscovita-zinnwaldita-albita granito porfirítico com topázio e pegmatito. Análises de química mineral revelam a presença de biotita e muscovita nas fácies graníticas mais antigas e comprovam o caráter sódico dos plagioclásios (albita) e variação na composição das micas, de muscovita a predominantemente na zinnwaldita na fácies muscovita-zinnwaldita-albita granito porfirítico com topázio. São rochas peraluminosas pertencentes às séries cálcio-alcalina monzogranítica de alto potássio a shoshonítica a alcalina sódica. O magmatismo é compatível com granito do tipo A, rapakivi, pós-colisional a anorogênico associado a um ambiente intraplaca a um ambiente sin- a pós-colisional de arco magmático, com colocação em estruturas transtensivas correlacionadas à Zona de Cisalhamento Itapirapuã, em ambiente extensional no final do evento colisional da Orogênese Ribeira.

Publicado
2020-09-29