IMPRONTAS GLACIARES DEL ÚLTIMO MÁXIMO GLACIAR EN LA PARTE OCCIDENTAL DEL MACIZO CENTRAL DE LA SIERRA DE GREDOS (PENÍNSULA IBÉRICA)

Glacial imprints of the Last Glacial Maximum in the Western part of the Central Massif of Gredos Range (Iberian Peninsula)

  • Néstor CAMPOS UPLA - Universidad de Playa Ancha

Resumo

Este trabalho apresenta uma análise morfológica de uma área da Serra de Gredos no Sistema Central Ibérico. Para a análise, foi realizada uma fotointerpretação com um estereoscópio, para o qual foram utilizadas imagens de satélite e fotografias aéreas. Imagens 3D e camadas de contorno da área de estudo também foram usadas. Tudo isso foi combinado em um Sistema de Informação Geográfica (SIG) e posteriormente validado em trabalho de campo. Os resultados obtidos com a análise realizada permitiram deduzir a extensão das geleiras durante o LGM, com base principalmente nos blocos e morenas que presumivelmente definem a posição alcançada pelo gelo durante esse período. Em algumas áreas, o LGM foi delimitado com a ajuda de linhas de acabamento e outras características morfológicas dos vales. Esta análise da extensão glacial durante o LGM constitui um ponto de partida para basear futuras pesquisas sobre paleoglacialismo na área de estudo.

Biografia do Autor

Néstor CAMPOS, UPLA - Universidad de Playa Ancha

Laboratório de Teledetección Ambiental, Departamento de Ciencias Geográficas, Facultad de Ciencias Naturales e Exactas. Universidad de Playa Ancha, Valparaíso, Chile.

Publicado
2021-08-06