EVIDÊNCIAS DE MINGLING NA UNIDADE GENTILEZA, DOMÍNIO CANINDÉ, FAIXA DE DOBRAMENTOS SERGIPANA

Evidences of mingling in the Gentileza unit, Canindé Domain, Sergipano Fold Belt

  • Cássio Brener Andrade ALMEIDA Universidade Federal de Sergipe
  • Adriane MACHADO Universidade Federal de Sergipe
  • Luiz Henrique PASSOS Universidade de Brasília

Resumo

Feições de mingling têm sido evidenciadas nas rochas da Unidade Gentileza do Domínio Canindé, parte setentrional da Faixa de Dobramentos Sergipana, NE do Brasil. O objetivo deste trabalho foi identificar e caracterizar a mineralogia, os aspectos texturais e as feições de mingling presentes nos afloramentos situados ao longo da SE-200, nas proximidades da cidade de Canindé de São Francisco (SE). As feições de mingling são resultantes da interação de um termo máfico (anfibolito - Unidade Gentileza) e félsico (metamonzogranito/metassienogranito - Granito Boa Esperança). As feições de mingling observadas nos afloramentos são estrutura tipo pillow, filtragem-prensagem e porções complexas com injeções félsicas. Os dados de geoquímica sugerem que os protólitos dos anfibolitos correspondem, em maioria, à andesitos basálticos e andesitos, de afinidade cálcio-alcalina. Os dados geoquímicos dos anfibolitos são compatíveis com magmas gerados em ambiente geotectônico do tipo intraplaca continental, possivelmente representado por um rifte continental, enquanto que o magma do Granito Boa Esperança teria sido gerado em ambiente de granitos de arco vulcânico.

Biografia do Autor

Cássio Brener Andrade ALMEIDA, Universidade Federal de Sergipe

Pós-Graduação em Geociências e Análise de Bacias. Universidade Federal de Sergipe. Avenida Marechal Rondon, s/n - Jardim Rosa Elze, São Cristóvão – SE.

Adriane MACHADO, Universidade Federal de Sergipe

Pós-Graduação em Geociências e Análise de Bacias. Universidade Federal de Sergipe. Avenida Marechal Rondon, s/n - Jardim Rosa Elze, São Cristóvão – SE.

Publicado
2020-12-19