EVIDÊNCIAS DE ENRIQUECIMENTO DE ETR DO TIPO ION-ADSORPTION CLAY NO PERFIL DE INTEMPERISMO DO GRANITO SÃO FRANCISCO (SÃO PAULO, BRASIL)

Evidences of ion-adsorption clay-type REY enrichment in a weathered crust of the São Francisco Granite (São Paulo, Brazil)

  • Ilio Rodarte FARIA JUNIOR Universidade Federal de Uberlândia http://orcid.org/0000-0002-5014-8885
  • George Luiz LUVIZOTTO Departamento de Geologia, IGCE - UNESP, Rio Claro
  • Vania Silvia ROSOLEN Departamento de Geologia, IGCE - UNESP, Rio Claro

Resumo

Os depósitos de elementos terras raras e ítrio (ETR) do tipo ion-adsorption clay (IAC) apresentam grande importância para o suprimento global desses metais e se originam pelo intemperismo de biotita e/ou muscovita sienogranitos portadores de minerais de ETR susceptíveis ao intemperismo, cujos ETR são enriquecidos por adsorção em caulinita e halloysita neoformadas. Evidências desse tipo de enriquecimento de ETR foram reconhecidas em perfil de intemperismo, com espessuras de 6,1 a 7,8 metros, no Granito São Francisco (GSF – sudeste do Brasil), corpo tardi-tectônico metaluminoso a peraluminoso submetido a greisenização. Petrografia e MEV/EDS indicaram a presença de minerais (fluor)carbonáticos de ETR, susceptíveis ao intemperismo, originados por processo de alteração no sienogranito. Difrações de raios X demostraram neoformação de caulinita no horizonte saprolítico, enquanto análises químicas revelaram modificações de conteúdo de ETR ao longo do perfil de intemperismo. O fator de enriquecimento indicou perda de ETR nos horizontes com Ce/Ce*>1 e valores de CIA>90, enquanto se identificou enriquecimento de ETR no saprolito com Ce/Ce*<1 e valores de 70<CIA<90. O balanço de massa demonstrou a mobilidade dos ETR e ganho de massa desses metais no perfil de intemperismo, condição essa similar aos depósitos de ETR do tipo IAC identificados no sudeste asiático.

Publicado
2021-08-04