GEOPROCESSAMENTO APLICADO A ESTIMATIVA DA SUSCEPTIBILIDADE À CONTAMINAÇÃO DO AQUÍFERO SERRA GERAL: ESCALA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DA VÁRZEA

Geoprocessing applied to the estimation of susceptibility to contamination of the Serra Geral Aquifer: scale of the Várzea River basin

  • Willian Fernando de BORBA Universidade Federal de Santa Maria
  • Cristiano Niederauer da ROSA Universidade Federal de Santa Maria
  • Jean Ricardo FAVARETTO Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI).
  • Kananda Cabral MENEGAZZO Universidade Federal de Santa Maria.
  • Gabriela Martins PIMENTEL Universidade Federal de Santa Maria
  • Ericklis Edson Boito de SOUZA Universidade Federal de Santa Maria

Resumo

A bacia hidrográfica do Rio da Várzea, representa uma importante unidade hidrológica do Estado do Rio Grande do Sul. Localizada no noroeste do Estado, na divisa com Santa Catarina, abrange 55 municípios gaúchos. Assim, esse estudo tem como objetivo estimar a susceptibilidade a contaminação do Aquífero Serra Geral na escala da Bacia. Para isso, foram levantadas informações das variáveis necessárias para aplicação do índice de susceptibilidade, que variam desde geologia, hidrogeologia, uso do solo e topografia. Os resultados indicaram que a susceptibilidade na área variou entre muito baixa a muito elevada, com predomínio da classe moderada a alta, em 59 % da bacia. A Bacia do Rio da Várzea, destaca-se como um polo criador de suínos, onde essa atividade apresenta um alto risco contaminante ao meio. Assim, conclui-se que a área apresenta uma susceptibilidade moderada a alta na sua maior porção territorial, sendo que as maiores concentrações de atividades suinícolas estão presentes próxima a calha do Rio Uruguai. Destaca-se a importância de estudos desse cunho temático, que serve como importante fonte de informação para a preservação ambiental da região.

Biografia do Autor

Willian Fernando de BORBA, Universidade Federal de Santa Maria

Técnico em Agropecuária (2007), Engenheiro Ambiental e Sanitarista (2014), Mestre em Engenharia Ambiental (2016) e Doutor em Engenharia Civil - Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, ambos pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Trabalha nas áreas de Águas Subterrâneas, Aterros Sanitários, Contaminação de Solo, Hidrogeologia, Recursos Hídricos e Resíduos Sólidos. Membro dos Grupos de Pesquisa de Solos e Produção Vegetal, Hidrogeologia e Resíduos sólidos, gestão e educação ambiental. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, campus Frederico Westphalen - RS, no Departamento de Engenharia e Tecnologia Ambiental - DETA.

 

Cristiano Niederauer da ROSA, Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria.

Avenida Roraima, 1000, Camobi, Santa Maria - RS.

Jean Ricardo FAVARETTO, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI).

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI).

Avenida Sete de Setembro, 1621 - Fátima, Erechim – RS. E

Kananda Cabral MENEGAZZO, Universidade Federal de Santa Maria.

Universidade Federal de Santa Maria.

Linha 7 de Setembro, s/n, BR 386, km 40, Frederico Westphalen - RS

Gabriela Martins PIMENTEL, Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria. Linha 7 de Setembro, s/n, BR 386, km 40, Frederico Westphalen - RS

Ericklis Edson Boito de SOUZA, Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria. Avenida Roraima, 1000, Camobi, Santa Maria - RS.

Publicado
2022-10-13