PETROLOGY, GEOCHEMISTRY AND MONAZITE U-Th-Pb AGES OF WEST ÁGUA RASA PALEOPROTEROZOIC POST-COLLISIONAL METAGRANITES FROM SOUTHERN SÃO FRANCISCO CRATON – BRAZIL

Petrologia, geoquímica e idades U-Th-Pb de monazitas dos metagranitos paleoproterozoicos pós-colisionais Água Rasa, oeste do Cráton do São Francisco Meridional

Resumo

Durante a transição entre os períodos Riaciano e Orosiriano, no sul do Cráton do São Francisco (CSF), ocorreu uma colisão entre os complexos metamórficos arqueanos Divinópolis e Campo Belo, seguida do colapso orogênico. Na mesma região, o período Estateriano é marcado por um enorme evento magmático intraplaca que é representado na área pelo enxame de diques Para de Minas. Ocorrências de granitóides peraluminosos são relatadas na região de Formiga e Itapecerica (Minas Gerais - Brasil), circundando paragnaisses kondalíticos de alto grau metamórfico e formações ferríferas bandadas. Para contribuir com a compreensão do contexto tectônico do sul do CSF durante a era Paleoproterozóica, essas rochas graníticas foram estudadas com base na petrografia, geoquímica e geocronológica U-Th-Pb em monazita. As amostras foram caracterizadas como metamonzogranitos peraluminosos do tipo S (origem metassedimentar), com assinatura geoquímica crustal, e gênese relacionada à anatexia em ambiente sin- a pós-colisional. Os resultados geocronológicos produziram dois grupos de idades: Orosiriana (~ 1,90 Ga) e Estateriana (~ 1,78 Ga). Esses resultados estão relacionados, respectivamente, ao colapso do orógeno Riacian-Orosiriano e ao aquecimento regional, associado à LIP Avanavero-Xiong’er que é representado na área pelo enxame de diques Pará de Minas.

Biografia do Autor

Luiza Carneiro de REZENDE, Universidade Federal de Minas Gerais.

Universidade Federal de Minas Gerais.

Instituto de Geociências.

Avenida Presidente Antônio Carlos, 6627 - Pampulha, Belo Horizonte – MG.

luizacrez@gmail.com

Publicado
2022-02-02