GEOLOGIA E LITOGEOQUIMICA DAS ROCHAS DO STOCK GRANÍTICO APIAÍ, SUL DO ESTADO DE SÃO PAULO

Geology and geochemistry from Apiaí Granite region rocks, South of São Paulo State

  • Antonio Misson GODOY Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Geociências e Ciências Exatas de Rio Claro, Departamento de Petrologia e Metalogenia
  • Otávio Augusto Ruiz Paccola VIEIRA Pós-Graduação em Geociências - IGCE- UNESP
  • Bruno Santiago Avelar CUELLAR Pós-Graduação em Geociências - IGCE- UNESP

Resumo

As rochas do Stock Granítico Apiaí localizam-se no sul do estado de São Paulo, inseridas nas folhas topográficas Apiaí, Araçaíba e Mina do Espirito Santo, nas proximidades da cidade de Apiaí e são relacionadas à evolução da granitogênese neoproterozoica do Terreno Apiaí. Os litotipos ocorrem intrusivos em rochas da sequência metavulcanossedimentar meso- a neoproterozoica do Supergrupo Açungui, limitado por contatos normais e tectônicos com rochas da Formação Água Clara e Grupo Lajeado, caracterizado na área pelas formações Serra da Boa Vista e Mármore Apiaí. Constitui um corpo de aproximadamente 65 km², na forma de uma intrusão fissural, alongada e alinhada na direção geral NE-SW, com comprimento de cerca de 16 km, imposto pela interferência da Zona de Cisalhamento Quarenta-Oitava e das falhas Carumbé, Espirito Santo e Areias. As rochas apresentam estrutura maciça, mas estão deformadas quando associadas às falhas nas zonas marginais e internas do stock. Dominam rochas com textura porfirítica, marcadas pela presença de fenocristais de feldspato potássico de coloração rósea e raros brancos. O corpo é constituído por uma associação de monzogranito porfirítico serial e hiatal, ocorrendo sob duas formas, em relação ao tamanho e quantidades de fenocristais, além da presença localizada de fácies porfirítica a inequigranular rósea e cinza. Trata-se de um granito cálcio-alcalino de alto potássio, da série monzogranítica, metaluminoso, do tipo I, associado a um ambiente sin- a tardi- colisional de arco magmático e sua colocação está vinculada às estruturas transtensivas, correlacionadas às zonas de falhamentos. A gênese destas rochas encontra-se correlacionada à evolução do magmatismo do Granito Barra do Chapéu, pertencente a granitogênese do Complexo Granítico Três Córregos, em um ambiente extensional do evento colisional da Orogênese Ribeira

Publicado
2022-02-02