OCORRÊNCIAS DE TURMALINAS EM QUIXERAMOBIM, CEARÁ

Occurrences of Tourmalines in Quixeramobim, Ceará

  • Isaac GOMES DE OLIVEIRA Universidade Federal do Ceará
  • Laryssa de Sousa CARNEIRO Universidade Estadual de Campinas
  • Jéssica de Souza CARDOSO Universidade Federal do Ceará
  • Narjara Maria Araujo CARNEIRO Universidade Federal do Ceará
  • Carlos William de Araújo PASCHOAL Universidade Federal do Ceará
  • Tereza Falcão de Oliveira NERI Universidade Federal do Ceará

Resumo

A turmalina é um grupo de minerais que possuem a mesma estrutura cristalina, mas variam em composição química, cor e outras propriedades. Nas turmalinas, considera-se a fórmula química geral XY3Z6B3Si6(O,OH)30(OH,F). Os íons na posição Y (Boro) estão rodeados por íons de oxigénio e dispostos octaedricamente; os três octaedros envolvem o eixo ternário e cada tetraedro compartilha uma aresta com cada um dos outros dois tetraedros vizinhos equivalentes. Jazidas deste grupo mineral são encontradas especialmente em pegmatitos e depósitos aluvionares. Este trabalho visa à caracterização gemológica de exemplares de difícil aquisição de turmalina oriundos do município de Quixeramobim (CE) que possuem potencial para serem utilizados como gemas. Turmalina nas cores vermelha e bicolor (azul e verde) provenientes do Ceará são pouco utilizadas no comércio cearense por existirem poucos exemplares gemológicos e pouco conhecidas no meio acadêmico.  Para a caracterização das turmalinas de Quixeramobim foram utilizados: refratômetro, balança hidrostática, dicroscópio, espectroscópio, lâmpada ultravioleta (UV) e microscópio gemológico. Os exemplares vermelhos e bicolores possuem majoritariamente as mesmas características gemológicas das turmalinas de outras regiões, porém com uma variação no pleocroísmo e espectro de absorção de alguns exemplares. Os minerais possuem bom grau de cor  de acordo com as normas do “Boletim Referencial de Preços de Diamantes e Gemas de Cor”, e inclusões fluidas perceptíveis com auxílio de equipamento óptico. Logo, por meio dos instrumentos gemológicos listados e análises acuradas foi possível realizar uma excelente caracterização e compilação dos dados dos minerais desta região, além de comprovar que os exemplares possuem boas a excelentes características para serem utilizados como gemas. Palavras-chave: Turmalina vermelha; Quixeramobim; Caracterização Gemológica.

Biografia do Autor

Isaac GOMES DE OLIVEIRA, Universidade Federal do Ceará

Doutorando em Geologia pela Universidade Federal do Ceará. (Centro de Ciências, Departamento de Geologia, Avenida Av. Humberto Monte, s/n, CEP 60440-593, Fortaleza, CE, Brasil.)

Laryssa de Sousa CARNEIRO, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda pelo programa de pós-graduação em Geociências do Instituto de Geociências da UNICAMP. (Instituto de Geociências, Departamento de Geologia e Recursos Naturais, Rua Carlos Gomes, 250, CEP 13083-851, Campinas, SP, Brasil.)

Jéssica de Souza CARDOSO, Universidade Federal do Ceará

Geóloga pela Universidade Federal do Ceará. (Centro de Ciências, Departamento de Geologia, Avenida Av. Humberto Monte, s/n, CEP 60440-593, Fortaleza, CE, Brasil.)

Narjara Maria Araujo CARNEIRO, Universidade Federal do Ceará

Geóloga pela Universidade Federal do Ceará (Centro de Ciências, Departamento de Geologia, Avenida Av. Humberto Monte, s/n, CEP 60440-593, Fortaleza, CE, Brasil.)

Carlos William de Araújo PASCHOAL, Universidade Federal do Ceará

 Professor Associado da Universidade Federal do Ceará. (Centro de Ciências, Departamento de Física, Avenida Av. Humberto Monte, s/n, CEP 60440-593, Fortaleza, CE, Brasil)

Tereza Falcão de Oliveira NERI, Universidade Federal do Ceará

Professora colaboradora na Universidade Federal do Ceará. (Centro de Ciências, Departamento de Geologia, Avenida Av. Humberto Monte, s/n, CEP 60440-593, Fortaleza, CE, Brasil.)

Publicado
2022-05-18