ARQUITETURA GEOELÉTRICA DO SISTEMA AQUÍFERO BOA VISTA, BOA VISTA/RR (PORÇÃO URBANA-ZONA OESTE)

Geoeletric architeture of the Boa Vista Aquifer, city of Boa Vista/RR (West Zone)

  • Ezequias Nogueira GUIMARÃES Université de Poitiers
  • Lena Simone Barata SOUZA Universidade Federal de Roraima

Resumo

O Sistema Aquífero Boa Vista (SABV) perfaz o Estado de Roraima, cujas águas abastecem grande percentual da capital, Boa Vista. Geologicamente, é caracterizado por rochas sedimentares e vulcânicas fraturadas, sendo sua profundidade, delimitação e variabilidade lateral massivamente desconhecida. Tal fato, justifica a aplicação de ferramentas indiretas, dentre estas, a técnica da Sondagem Elétrica Vertical (SEV) com arranjo Schlumberger. A área de estudo engloba o meio urbano da capital roraimense (zona oeste, bairro Cidade Satélite). Assim, o modelo hidrogeoelétrico proposto para o SABV indicou que as zonas permoporosas mais significantes estão localizadas entre NW e NE e são mais recomendadas para a instalação de poços tubulares. Sugere-se os pacotes areno-argilosos e arenosos. Os valores de resistividade desses pacotes oscilam entre 3.000 Ω.m e menos de 14.000 Ω.m identificando-se uma zona favorável para a captação de águas subterrâneas. Logo, poços podem ser perfurados até a profundidade máxima de 55 m e mínima de 32 m, buscando-se a captação de águas subterrâneas com maior probabilidade de êxito.

Biografia do Autor

Ezequias Nogueira GUIMARÃES, Université de Poitiers

Université de Poitiers. 15, Rue de l’Hotel Dieu 86000, Poitiers, France.

Lena Simone Barata SOUZA, Universidade Federal de Roraima

Universidade Federal de Roraima. Avenida Capitão Ene Garcês, 2413 - Aeroporto, Boa Vista – RR.

Publicado
2022-05-25