A CARTOGRAFIA DO RELEVO DE ÁREAS DE SEDIMENTAÇÃO RECENTE: O CASO DO LITORAL SUL PAULISTA

  • Cenira Maria Lupinacci da Cunha Universidade Estadual Paulista
  • Tissiana de Almeida de SOUZA Pós Graduação em Geografia, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista / Campus de Rio Claro.
Palavras-chave: cartografia geomorfológica, morfodinâmica, litoral, sedimentação recente

Resumo

Os ambientes litorâneos foram as primeiras áreas ocupadas pelo homem no Brasil e apresentam, nos dias atuais, elevados índices de urbanização. Neste contexto, é de suma importância analisar a qualidade ambiental destas áreas. Para tal análise, os aspectos geomorfológicos são importantes por constituírem o substrato físico sobre o qual tais atividades antrópicas se desenvolvem. Assim, a cartografia das feições geomorfológicas é essencial para fornecer subsídios para o manejo das áreas litorâneas. Contudo, os procedimentos adequados para a cartografia geomorfológica dos terrenos litorâneos de sedimentação recente ainda é fruto de discussão visto que há diversos autores que tratam dessa questão. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi comparar duas propostas técnicas diferentes para o mapeamento do litoral sul paulista, setor que apresenta grande complexidade deposicional. Foram mapeadas as feições vinculadas aos setores de sedimentação recente, pois se considera que estes são essenciais para o entendimento da morfodinâmica e, concomitantemente, apresentam dificuldades de normatização da cartografia geomorfológica. Através da análise das cartas produzidas, pode-se constatar que as duas propostas apresentam aspectos positivos, contudo ambas necessitam de adaptações para demonstrar cartograficamente a complexidade geomorfológica do litoral sul paulista. Palavras-chave: cartografia geomorfológica, morfodinâmica, litoral, sedimentação recente
Publicado
2010-09-02
Seção
Artigos