A INFLUÊNCIA DAS CARACTERÍSTICAS MORFOMÉTRICAS DO RELEVO NA MORFODINÂMICA: UM ESTUDO DA ALTA BACIA DO RIO ITANHAÉM/SP

  • Ana Cecília Pereira MACHADO Unesp
  • Cenira Maria Lupinacci da CUNHA

Resumo

Por ocupar área de transição entre três compartimentos distintos do relevo (Planalto Atlântico, Serra do Mar e Planície Costeira) e encontrar-se geograficamente influenciada pela complexa relação entre Oceano e Continente (litoral paulista), a alta bacia do rio Itanhaém agrega uma complexidade que demanda estudos científicos. Neste contexto, o objetivo deste artigo é demonstrar a influência que as características morfométricas da alta bacia do rio Itanhaém possuem sobre a sua morfodinâmica. Para tanto, foram analisadas a carta geomorfológica e a carta de energia do relevo. A carta de energia do relevo tem o objetivo de quantificar o potencial que o relevo possui para o desencadeamento de processos morfogenéticos. A carta geomorfológica propiciou a espacialização das formas do relevo, possibilitando a dedução dos processos que ocorrem sobre este, sejam naturais ou induzidos pela atuação antrópica. Como resultado, observou-se a correlação espacial entre as feições desnudacionais e as classes mais altas de energia do relevo. Assim, os parâmetros morfométricos utilizados para a elaboração da carta de energia do relevo que identificaram setores potencialmente suscetíveis aos processos morfogenéticos são justificados pelas feições denudacionais espacializadas.
Publicado
2014-02-11
Seção
Artigos