Fisiomotricidade in pain, functional autonomy and bone mass in osteoporotic elderly women

  • Karla Virgínia Bezerra de Castro Soares Centro universitário do Maranhão-UNICEUMA, São Luis, MA
  • Vernon Furtado da Silva Centro de Ciências Bilógicas e da Saúde da Universidade Castelo Branco, Rio de Janeiro, RJ

Abstract

In this study verified the effectiveness of a method cinesioterapeutic fisiomotriz the minimization of pain, functional autonomy and gain of bone mass in osteoporotic elderly women. Composite sample of 30 osteoporotic women, between 65 and 70 years with pain and functional limitation divided into two groups: pain of low intensity (PLI), high pain intensity (PAI). Performed tests of pain, functional autonomy, and analysis of bone mass before and after the intervention of a method fisiomotriz, comprising four progressive levels of exercise, three times weekly, for 50 min., for a year. Studied data via descriptive statistics and inferential, index of acceptance ALFA set at 0.05.using an analysis of variance with the Kruskal Wallis chi-square index of independence (x2).There were significant changes in the improvement of pain, Chi=0.0006 and autonomy functional with a “p” =0,0001 to (PLI) and a “p” = 0,0008, for (PAI).There was no significant gain in bone mass in any of the groups. Concluding that the method fisiomotriz showed significant results in reducing symptoms of pain and extension movements, and effective in maintaining bone mass.

Author Biographies

Karla Virgínia Bezerra de Castro Soares, Centro universitário do Maranhão-UNICEUMA, São Luis, MA
Graduada em fisioterapia pela Universidade de Fortaleza (1992) e pós graduada em fisioterapia ortopédica e traumatológica pela UniABC-SP(1997). Atualmente, mestranda em Ciencias da Motricidade Humana pela UCB-RJ. Sempre atuou na área ortopédica onde direciona seus atendimentos á mulheres osteopênicas e osteoporóticas. Atualmente é professora do Centro universitário do Maranhão-UNICEUMA e ministra as disciplinas de cinesioterapia e fisiologia humana e do exercício. É fisioterapeuta da Secretaria de educação do estado do Maranhão e presta serviço voluntário a ONG PROSFAM, que atende a mulheres carentes no estado do Maranhão. Possui vasta experiência na área de Fisioterapia direcionada à mulher osteoporótica, onde criou e passou a desenvolver um protocolo cinesioterapêutico denominado de FISIOMOTRICIDADE que atua nos principais sinais e sintomas da osteoporose. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7733826637929756
Vernon Furtado da Silva, Centro de Ciências Bilógicas e da Saúde da Universidade Castelo Branco, Rio de Janeiro, RJ
Possui graduação em Licenciatura Plena Em Educação Física e Desportos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1975), especialização Lato-Sensu em treinamento desportivo e futebol (UFRJ), mestrado em Desenvolvimento e aprendizagem motora - University of Pittsburgh (1981) e doutorado (Ph.D) desenvolvimento motor e aprendizagem motora - University of Maryland (1985), Livre docência - UFRJ (1987) e Pós-Doutorado em Sistemas Dinâmicos do Movimento (1992) - University of Maryland. É professor titular (aposentado) pela UFRJ e, atualmente, professor titular da Universidade Castelo Branco e professor de 20 horas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Nomeado Avaliador do Sistema Nacional da Educação Superior, através da Portaria 1.701 de 2006, do Ministério de Educação - BASIS. Tem experiência na área de Neurociência, com ênfase em Neurofisiologia e Aprendizagem motora e Desenvolvimento motor. Ministrou e ministra vários cursos em neurociência em programas Lato-Sensu em Treinamento Desportivo, Psicopedagogia e específicos em neurofisiologia e neuromotricidade. Pesquisas, principalmente associadas aos seguintes temas: mecanismos neurais, aprendizagem neural, aprendizagem hábil-motora e desenvolvimento motor. Específico atual: Estimulação cerebral e excitabilidade neural, voltados à funcionalidade do sistema neuromotor. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0702701947654554
Published
2009-06-02
Section
Original Articles