UMA CONTRIBUIÇÃO À GESTÃO AMBIENTAL DA COSTA DO DESCOBRIMENTO (LITORAL SUL DO ESTADO DA BAHIA): AVALIAÇÃO DA QUALIDADE RECREACIONAL DAS PRAIAS

  • Iracema Reimão SILVA UFBa
  • Abílio Carlos da Silva Pinto BITTENCOURT UFBa
  • José Maria Landim DOMINGUEZ UFBa
  • Sylvio Bandeira de Mello e SILVA UFBa

Resumo

A denominada Costa do Descobrimento (Bahia-Brasil) vem apresentando um acelerado crescimento na sua ocupação e desenvolvimento turístico, com uma rápida expansão de equipamentos hoteleiros e de recreação e lazer. A fim de fornecer subsídios para a gestão ambiental das suas praias, este trabalho tem por objetivo avaliar a qualidade recreacional das mesmas, auxiliando na tomada de decisões a respeito de investimentos para o desenvolvimento do setor turístico e sua compatibilização com as questões relativas ao uso do solo. Para isso, para cada segmento praial considerado, foram analisadas diversas características praiais, tendo sido atribuídos a cada uma delas valores de 1 a 5, segundo uma escala de grau de atratividade baseada em Leathermam (1997). Em função da média desses valores, atribuídos para cada segmento praial, foi aqui proposta uma escala de qualidade recreacional, indo de muito baixa a alta. Desta forma, constatou-se que 16% das praias da Costa do Descobrimento apresentam qualidade recreacional baixa, 52% qualidade recreacional média e 32% qualidade recreacional alta. Palavras-Chave: qualidade recreacional; praia; Costa do Descobrimento; Bahia; Brasil.
Publicado
2008-04-23
Seção
Artigos