GEOPOLÍTICA NO PACÍFICO SUDOESTE E OS CONFLITOS RECENTES NAS ILHAS SALOMÃO

  • Cristhiane da Silva RAMOS School of Mathematical and Geospatial Sciences
  • John HANDMER School of Mathematical and Geospatial Sciences

Resumo

Este artigo aborda os recentes conflitos étnicos nas Ilhas Salomão e suas dimensões geopolíticas. Localizadas no chamado “arco da instabilidade”, uma região que inclui Timor Leste e outros Estados insulares ao longo da costa nordeste da Austrália, as Ilhas Salomão compreendem um arquipélago onde misturam-se diversos grupos que por séculos viveram em relativo isolamento. O país obteve a independência do Império Britânico em 1978. Crescentes conflitos étinicos explodiram em violência no final dos anos noventa na ilha de Guadalcanal, incluindo a capital Honiara, e deixaram o país à beira da guerra civil. Diante da apatia das Nacões Unidas, e de tentativas infrutíferas de buscar uma solição negociada para a crise, uma força internacional liderada pela Austrália foi enviada em 2003 com o objetivo de restaurar o governo legítimo, a lei e a ordem. Aqui busca-se compreender não somente as razões que levaram o país à crise, mas também a reação da comunidade internacional, e particularmente da Austrália, frente aos acontecimentos. Palavras-chave: Ilhas Salomão; Austrália; Melanésia; Pacífico Sudoeste; Nações Unidas.
Publicado
2008-07-08
Seção
Artigos