PROCESSO HIDROLÓGICO SUPERFICIAL E USO DA TERRA EM GUARAPUAVA-PR: MENSURAÇÕES EM PARCELAS PEQUENAS

  • Edivaldo Lopes THOMAZ Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO

Resumo

A erosão dos solos é um dos processos mais estudado em Geomorfologia. O uso da terra e o manejo dos solos agrícolas têm sido apontados por muitos pesquisadores como fator de controle, induzindo ou freando a morfodinâmica superficial. O objetivo deste estudo foi avaliar a resposta hidrológica em diferentes usos da terra em áreas com baixo uso de tecnologia; analisar a resposta hidrológica dos ambientes em eventos pluviométricos ³30,0 mm, correlacionar a precipitação e o escoamento gerado em cada ambiente e comparar a produção total de sedimento nos diferentes usos da terra. O monitoramento foi realizado durante 17 meses utilizando-se 10 pequenas parcelas (1 m2). Ao longo do monitoramento foram registrados 156 eventos pluviométricos que acumularam 2532,5 mm. As pastagens registraram maior coeficiente de escoamento (23,1%, parcela 2). A área degradada (parcela 1) atingiu produção de sedimento da ordem de 36,07 t/ha/a, seguida da agricultura de subsistência com 2,77 t/ha/a (parcela 12). A área com cobertura florestal teve a menor produção de sedimento em comparação com os demais usos, 0,12 t/ha/a (parcela 8). Verificou-se ampla variabilidade na resposta hidrológica e na produção de sedimento nos diferentes usos. Palavras-chave: Processo hidrológico. Uso da terra. Guarapuava-PR.
Seção
Artigos