AS RELAÇÕES ENTRE OS PANTANEIROS E SEU AMBIENTE

  • Jaqueline Costa Castilho MOREIRA
  • Gisele Maria SCHWARTZ unesp

Resumo

Este estudo, de natureza qualitativa, teve como objetivo investigar as relações de convivência do pantaneiro em seu ambiente. Para tanto, foi desenvolvida uma revisão bibliográfica e uma pesquisa etnográfica, realizada durante uma viagem de barco, de uma semana pelo Rio São Lourenço, MT, Brasil. A amostra aleatória do estudo foi composta por 12 pessoas, de ambos os sexos e faixa etária variada, as quais, voluntariamente, se dispuseram a participar. Os resultados, analisados descritivamente, apontam para a importância do contexto físico-espacial, representado pelo ciclo das águas pantaneiras, na vida dessa população, desde a construção de seu perfil, às formas pelos quais se relacionam, tanto com o meio geográfico, como entre si, assim como, com os turistas. O comportamento adaptativo do ribeirinho reflete, algumas vezes, a submissão ao contexto e em outras, a conscientização de que faz parte de um sistema interdependente, e que ambos estão sujeitos às intervenções contundentes, principalmente, das atividades econômicas realizadas de forma não planejada, dentre elas o turismo. Palavras-chave: Ambiente. Pantanal. Perfil social.
Publicado
2008-08-16
Seção
Artigos