CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DAS VERTENTES NA ÁREA DO QUADRILÁTERO FERRÍFERO (MG)

  • Antônio CHRISTOFOLETTI
  • Antônio Carlos TAVARES

Resumo

Este trabalho mostra, na primeira parte, as relações entre as declividades de vertentes e a litologia da área do Quadrilátero Ferrífero. Os dados sobre declividade foram obtidos através de perfis sobre folhas topográficas na escala de 1.25.000. A primeira preocupação foi estabelecer a função de normalidade dos dados, realizando a transformação conforme a raiz quadrada. A análise dos dados, de acordo com as várias formações geológicas, mostra que há comportamento similar entre os grupos Nova Lima e Piracicaba, incluindo também as rochas granítícas e magmáticas. Os grupos Maquiné e Itabira devem ser considerados como dois grupos perfeitamente distintos. Na segunda parte, analisam-se os perfis de vertentes do grupo Nova Lima considerando os trechos convexos e côncavos das vertentes. A análise dos dados mostra a predominância de vertentes compostas por elementos convexos e côncavos, ou somente por convexídades (tabela 7). A figura 3 mostra uma relação entre a relação de intensidade (considerada como x) e a relação do comprimento (considerada como y), expressa pela fórmula de função logarítmica igual a: Y = 1,10 + 1,08 1n X.

Biografia do Autor

Antônio CHRISTOFOLETTI

Departamento de Geografia e Planejamento Regional da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho".

Antônio Carlos TAVARES

Departamento de Geografia e Planejamento Regional da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho".

Publicado
2020-03-23
Seção
Artigos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>