ESTUDO BIOGEOGRÁFICO DE LíQUENS COMO VEGETAIS INDICADORES DE POLUIÇÃO AÉREA DA CIDADE DE CAMPINAS - SP.

  • Helmut TROPPMAIR

Resumo

No presente estudo o autor mostra que os líquens são vegetais sensíveis aos poluentes aéreos, podendo ser utilizados como indicadores do grau de poluição. Três aspectos são focalizados neste trabalho: a) Considerações gerais sobre a poluição do ar (tipos de fontes poluidoras, o tempo, a topografia, densidade e tipos de edificações e os espaços verdes); b) Os líquens e sua ecologia (fatores bióticos, edáficos e climáticos e a ocorrência de líquens em espaços urbanos); c) Zonas de poluição aérea em Campinas e suas causas (intensidade da poluição, caracterização das zonas). O trabalho conclui com uma série de sugestões que devem ser tomadas para minimizar o problema.

Biografia do Autor

Helmut TROPPMAIR

Departamento de Geografia e Planejamento Regional (Biogeografia) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Rio Claro.

Publicado
2020-03-24
Seção
Artigos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2