CONFLITOS DE USO DOS SOLOS DA BACIA DO ARROIO CASCALHO, PORTÃO, RS

  • Egon KLAMT
  • Marília Lobo BURLE
  • Marilene BALDELUCCI
  • Gilnei ARNOLD

Resumo

Como subsídio para o planejamento de uso racional dos solos para fins agrícolas e de descarte de resíduos, determinou-se as características, classificação taxonômica e distribuição geográfica e avaliou-se o uso atual, a aptidão de uso agrícola e os conflitos de uso dos solos da bacia do Arroio Cascalho, Portão, RS.
Os resultados indicam que 67% da área da bacia está sendo subutilizada, 19% é utilizada de acordo com a aptidão de uso e 8,4% é superutilizada. A subutilização mais comum é a de solos Podzólicos, suscetíveis a erosão hídrica, com reflorestamento, quando apresentam aptidão restrita para culturas anuais. Esta subutilização favorece a preservação destes solos e do ambiente. Solos Litólicos muito pedregosos e com relevo forte ondulado com aptidão para florestamento, usados com culturas anuais, representa a superutilização extrema.

Publicado
2020-03-30
Seção
Artigos