DISTANCIAMENTO SOCIAL NA PERSPECTIVA DO SAGRADO: CORONAVÍRUS E AS NOVAS PRATICAS ESPACIAIS

  • Christovam Reis dos SANTOS FILHO Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Otávio José Lemos COSTA Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Resumo

O presente texto mostra uma perspectiva de análise acerca do sagrado em sua dimensão espacial em um período de distanciamento social proveniente de uma pandemia que avança em escala planetária, afetando também templos religiosos e outros lugares sagrados. Assim, esse texto objetiva analisar o distanciamento social numa perspectiva do sagrado. Para isso, tomamos por base os noticiários jornalísticos referentes ao tema e associamos a um esteio teórico que valorize os significados espaciais das medidas acatadas pelas instituições religiosas e seus fiéis sobre no que concerne ao entendimento do sagrado. Considerando o medo que a doença propaga e as relações sociais cada vez mais frágeis, avançamos em um entendimento que as pessoas estão sendo direcionadas a olharem o sagrado por uma perspectiva mais líquida, moldada ao contexto pandêmico causado pelo COVID-19. Portanto, nossa análise indica uma valorização do indivíduo perante o sagrado, no qual assume uma postura fluida quanto à sacralização de espaços privados, ressignificando o lar como enquanto um lugar seguro perante uma doença e ponto de encontro com o transcendente. 

Biografia do Autor

Christovam Reis dos SANTOS FILHO, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Doutorando pela Universidade Estadual do Ceará - UECE.

Otávio José Lemos COSTA, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Professor Doutor pela Universidade Estadual do Ceará - UECE.

Publicado
2020-09-14
Seção
Artigos