AVALIAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO DA MICRORREGIÃO DO SERIDÓ ORIENTAL PARAIBANO

  • André Luiz da SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)
  • Gyovane Santos da SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)
  • Walkimer Santana da SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)
  • Lincoln Eloi de ARAÚJO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB) https://orcid.org/0000-0002-1374-3722

Resumo

O Nordeste brasileiro caracteriza-se por ter grandes irregularidades na precipitação, que é uma das variáveis climáticas mais importantes. Por isso devemos conhecê-la, não só para caracterizar o clima do continente, mas também para planejar inúmeras atividades produtivas, tais como agricultura, pecuária, geração de energia hidrelétrica dentre outras. Diante disso o trabalho se compromete a avaliar a variabilidade da precipitação do Seridó Oriental Paraibano, através da análise espaço-temporal mensal e anual da precipitação e identificar os ciclos secos e chuvosos da área estudada com o auxílio do Índice de Anomalia de Chuva (IAC). Para isso, os dados pluviométricos utilizados na pesquisa correspondem as séries mensais de precipitação pluviométrica no período de 1994 a 2014 fornecidos pela AESA para a avaliação espaço-temporal da precipitação e para o cálculo do Índice de Anomalia de Chuva (IAC). Onde os dois anos extremamente secos foram 1998 e 2012 e os 2 anos extremamente úmidos foram 2009 e 2011. A área apresenta dois períodos distintos, um período úmido, que vai de janeiro a junho e um período seco, de julho a dezembro. Constataram-se precipitações mais concentradas nas partes Noroeste e sudoeste, sendo em maior abundancia na região sudoeste.

Biografia do Autor

André Luiz da SILVA, UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)

Graduado em Ecologia pelo Departamento de Engenharia e Meio Ambiente (DEMA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Gyovane Santos da SILVA, UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)

Graduado em Ecologia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI).

Walkimer Santana da SILVA, UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)

Graduado em Ecologia pelo Departamento de Engenharia e Meio Ambiente (DEMA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Lincoln Eloi de ARAÚJO, UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)

Professor no Departamenteo de Engenharia e Meio Ambienta (DEMA), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Campus Rio Tinto. Doutor em Recursos Naturais pela Universidade Fedral de Campina Grande (UFCG).

Publicado
2021-01-07
Seção
Artigos