DISCUSSÃO SOBRE AS DIFERENTES ABORDAGENS TEÓRICAS PARA O ESTUDO DAS MIGRAÇÕES E DA MOBILIDADE DO TRABALHO

Resumo

O presente artigo busca trazer uma evaluação a respeito das diferentes concepções teóricas que são assumidas pelos estudos sobre o fenômeno migratório, tendo como fio condutor o desenvolvimento do conceito de mobilidade do trabalho, que é historicamente alinhado ao desenvolvimento do pensamento econômico. Deste modo, dividimos nosso estudo em três tópicos, os quais tratam sobre três distintas abordagens sobre as migrações. Inicialmente analisamos as abordagens clássicas e neoclássicas, que se baseiam na escola econômica do liberalismo e sobretudo em Adam Smith e David Ricardo. No segundo tópico, nosso enfoque se faz  sobre a abordagem histórico-estrutural e seus avanços em relação ao postulado anterior. Já no terceiro tópico, tratamos sobre a abordagem da mobilidade do trabalho, calcada na análise marxista do modo de produção capitalista e abordada principalmente por Jean-Paul de Gaudemar. Por fim, trazemos algumas reflexões a respeito das abordagens mais recentes sobre as migrações no capitalismo contemporâneo e o papel da geografia nesse panorama.

Biografia do Autor

Vinicius de Paula ISMAEL, Universidade Estadual Paulista – UNESP Campus Rio Claro

Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista,
UNESP – Campus Rio Claro.

Publicado
2021-01-07
Seção
Artigos