O CARNAVAL DE OLIVEIRA/ MG E SUA INTERPRETAÇÃO SOB A ÓTICA DA RESSIGNIFICAÇÃO DAS ESPACIALIDADES FESTIVAS

  • Matheus Resende TEIXEIRA Instituto de Geociências - UFMG
  • José Antônio Souza de DEUS Instituto de Geociências - UFMG

Resumo

Coloca-se em pauta neste artigo – o qual adota categorias de análise e paradigmas de interpretação nitidamente geográficos –, a perda de público dos carnavais interioranos de Minas Gerais que ocorre, enquanto o carnaval de Belo Horizonte recebe cada vez mais turistas. Para desenvolver a investigação, adotou-se uma atitude fenomenológica e utilizaram-se como procedimentos metodológicos: pesquisa bibliográfica e realização de entrevistas semi-estruturadas. Explicitou-se aí que as cidades festeiras tentam se adaptar às transformações em curso. Oliveira, sede de uma festa carnavalesca com características muito peculiares, é o recorte territorial da pesquisa que busca compreender como as espacialidades festivas podem se ressignificar.  Conclui-se que é possível se observar uma excepcionalidade da sucessão de transformações experienciada pelo lugar-festivo de Oliveira, enquanto ocorre um movimento genérico na mesma direção, nas cidades carnavalescas tradicionais do interior mineiro, numa disputa intensa pela hegemonia simbólica e numa atmosfera de símbolos que se adensa durante o período da festividade.

Biografia do Autor

Matheus Resende TEIXEIRA, Instituto de Geociências - UFMG

Graduando em Geografia – Instituto de Geociências - UFMG.

José Antônio Souza de DEUS , Instituto de Geociências - UFMG

Prof. Associado IV- Programa de Pós-Graduação em Geografia- Instituto de Geociências - UFMG.

Publicado
2021-01-07
Seção
Artigos