UM ELO ENTRE VIVOS E MORTOS - OS SÍMBOLOS E RITOS NOS CEMITÉRIOS DE SERROLÂNDIA

  • Bruna Cordeiro SALDANHA Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Resumo

Diante da necessidade de compreensão sobre a morte - fenômeno inerente à vida - este trabalho tem o objetivo de discutir os elementos que representam as manifestações culturais e religiosas a partir dos campos fúnebres em Serrolândia-BA, cidade composta por três cemitérios, sendo dois públicos municipais e um protestante, privativo. A pesquisa é parte dos resultados do trabalho de dissertação de mestrado e discute as diferentes linguagens contidas nos ambientes fúnebres a partir da cultura e religiosidade social, uma vez que as representações culturais presentes nas necrópoles refletem por um lado, os modos de viver das pessoas, e por outro, a interpretação que determinados indivíduos têm sobre a morte. Assim, busca-se traçar um elo entre o mundo dos vivos com o mundo dos mortos, a fim de entender e apresentar os elementos contextuais das constituições tumulares, os seus componentes simbólicos e materiais, as expressões culturais e as manifestações sociais a partir do campo religioso, com o intuito de demonstrar as características específicas dos cemitérios enquanto componentes de manifestação das crenças, culturas e religiosidade que compõem a sociedade.

Biografia do Autor

Bruna Cordeiro SALDANHA, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio Grande
do Norte – UFRN.

Publicado
2021-01-07
Seção
Artigos